Estratégia empresarial

6 Dicas para ganhar mais velocidade em ações estratégicas!

velocidade-estrategia-qualidade
Imprimir artigo

Semana passada falamos sobre ser mais rápido, mas sem pressa. Hoje, falaremos 6 insights que podem fluir esta experiência na sua organização.

1 – Equalize diferenças individuais de tempo e propósito

Toda organização quer ser ágil, sem dúvida, porém, demora-se muito para decidir. Mas por quê? Cada pessoa na organização tem seu próprio conceito de pontualidade, urgência, prioridade e tolerância, e muitas vezes a soma desses conceitos individuais se transforma na cultura onde briga-se para ver quem tem a decisão mais ”legal”, ou seja, “decidir pelo ego”, onde cada pessoa coloca a frente de qualquer decisão os seus próprios interesses de carreiras, recompensas, entre outros motivos, formando com o tempo um “conversa muito e faz pouco”. Ou até quando as pessoas estão mais preocupadas com as situações periféricas do que com as questões centrais gerando um desperdício enorme de tempo.

2 – Conversas demais não eliminarão as incertezas

O tempo investido em ações é que vai gerar resultados direto, e isso não quer dizer que não se pode trocar ideias e buscar experiências com benchmarking, mas que você tem outras opções, como por exemplo realizar testes e/ou simulações. As vezes ficamos tão presos em detalhes e o que é realmente importante a gente não discute, trazendo mais lentidão para o processo.

3 – Velocidade significa não se paralisar

Movimentar-se é manter uma postura empreendedora que não precisa estar só na liderança, mas em toda organização em diversos níveis hierárquicos. São pessoas que tem a postura de fazer acontecer, que corre atrás dos recursos necessários e foca nas atividades certas para gerar resultados.

4 – Erradicando procrastinação e imobilismo através de líderes empreendedores

Transformar ideias em realidade pode ser um dos desafios determinantes na qualidade dos resultados. A pior situação é aquela que tudo se limita em argumentações e nem se começa agir, ou seja, as ações ficam cativas nas conversações. Embora pareça algo normal na cultura geral, há exemplos de tendências procrastinas erradicadas através de líderes que injetaram valores pró-ação. Às vezes uma pergunta como “por que não agora?” fará todos pensarem no que é necessário para realmente agir, onde uma ação vai puxar outra criando elos para as coisas acontecerem de fato.

5 – Pressa é inimiga da perfeição, mas velocidade é qualidade.

Ao confundir pressa com velocidade a gente encontra uma desculpa para desvincular velocidade e qualidade. Quando se fala de velocidade falamos de produzir muito em pouco tempo, ou seja, aumentar a produtividade. O tempo não pode ser visto como um inimigo mecânico que reduz a possibilidade de se fazer ações com excelência, a prioridade sempre será a qualidade de atenção e de energia criativa com foco na ação para gerar resultado.

Quantidade pode até ser dependente do tempo, mas qualidade é um fator interdependente do tempo, ou seja, velocidade é qualidade. Para auxiliar nessa ação, você pode viabilizar a eficiência da capacidade humana através de ferramentas estratégicas, como por exemplo, o Forlogic Action: Planejar seu crescimento nunca foi tão simples.

6 – Foco no que pode dar certo

Não há nada mais paralisador que uma equipe que pensa excessivamente em erros do passado, e gera-se uma cultura de medo. Motivação embasada em medo e erros anteriores reduz percepção e sabota a criatividade. Imagine que um plantador após semear a planta, arrancasse a mesma constantemente do solo para o desenvolvimento de suas raízes.

Você deve sempre implantar mecanismos para acompanhar resultados, e sim, você tem que estar preparado para o que pode dar errado, mas deve estar ciente que replanejar uma ação não é pecado. A motivação se renova a medida em que se vai pra frente! É preciso energia máxima em fazer acontecer para gerar a cultura do que pode dar certo de uma projeto e o por quê pode dar certo, concentrando-se nos pontos fortes das pessoas e da organização.

E tem mais assunto, semana que vem vamos entender o movimento e velocidade em um exemplo simples. Até lá 😉

Referência:

Newsletter Amana-Key, 2010.

#01: Uma estratégia para ser mais rápido, mas sem pressa!

#02: 6 Dicas para ganhar mais velocidade em ações estratégicas!

#03: Sua empresa precisa de um sistema imunológico!

Autor

Comentários

Posts Relacionados

iso 9001 2015
← Post mais recente
ISO 9001:2015: presságio de morte dos Procedimentos?