Gestão de processos

A importância da Manutenção

Imprimir artigo

A manutenção deve ser prática constante nas organizações, pois caso o equipamento quebre ou apresente defeitos em operação, o produto não terá o mesmo padrão de qualidade que poderia oferecer caso o equipamento não tivesse apresentado problemas. Além do mais, a interrupção do processo gera uma série de problemas que poderiam ser evitados caso tivesse sido realizada manutenção, tais como:

– reclamações e perda de confiabilidade dos clientes que não serão atendidos no prazo especificado;

– receitas que deixam de ser obtidas;

– custos de reparos dos equipamentos;

– aumento nos índices de acidentes de trabalho, entre outros.

 

TIPOS DE MANUTENÇÃO

– Manutenção corretiva: tem como objetivo recuperar a capacidade produtiva de um equipamento que tenha perdido ou diminuído sua capacidade de produção.

– Manutenção preventiva: significa prevenir a ocorrência de um problema no processo através da realização de algumas atividades, como trocar peças e óleo, engraxar, limpar etc.. A operação jamais poderá ser interrompida para manutenção sem a mesma ter sido programada. A empresa deve estabelecer um cronograma de manutenções para que não haja interrupção no processo.

– Manutenção preditiva: é realizada através da análise e acompanhamento de alguns aspectos ou condições de equipamentos e instalações, com o objetivo de prevenir o problema para não ocorra no futuro. Por exemplo, a análise do óleo de uma máquina ou o monitoramento das vibrações de uma turbina, poderá evitar um problema futuro.

Manutenção produtiva total: este tipo de manutenção vai muito além da forma de se fazer manutenção, ou seja, é uma filosofia gerencial que atua na forma organizacional, no comportamento das pessoas, no modo com que tratam os problemas, não só os de manutenção, mas todos ligados ao processo produtivo. Objetiva atingir “zero falha” ou “zero quebra”, buscando evitar que o equipamento quebre em operação. É um tipo de manutenção que não se preocupa somente com a melhoria dos equipamentos, mas principalmente com a melhoria das pessoas que são as responsáveis pela qualidade do produto ou serviço.

Alguns produtos podem chegar ao mercado apresentando falhas devido à falta de manutenção dos equipamentos, assim como da mesma forma, muitos serviços são deficientes devido à falta de treinamento dos colaboradores. Sabendo que depois das pessoas, os equipamentos são o maior recurso da empresa, precisamos ter equipamentos favoreçam o desempenho de nossas funções e também estarmos preparados fabricar um produto ou prestar um serviço com qualidade.

 

REFERENCIA

MARTINS, Petrônio G; LAUGENI, Fernando P.. Administração da Produção. São Paulo: Saraiva, 2ª ed., 2005.

 

 

Autor

Comentários

Posts Relacionados

← Post mais recente
KM 2012 - lições de casa