Blog da Qualidade

Diagrama de Ishikawa

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

    Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

    Jeison

    Jeison

    Website | + posts

    Sou co-fundador da ForLogic Software, hoje atuo com gente, cultura e gestão. Sou um dos criadores do Qualiex, do Qualicast (o 1º Podcast nacional focado em qualidade), criador do Blog da Qualidade (o maior blog sobre Qualidade do Brasil). Mestre em Engenharia da Produção pela UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), auditor líder formado com orgulho pela ATSG na ISO9001 e 22000, pai, empreendedor, e um inconformado de plantão!
    Acredito na responsabilidade do indivíduo, no poder da qualidade e que podemos fazer diferente. Me acompanhe no Linkedin e no Instagram.

    O Diagrama de Ishikawa, também conhecido como Diagrama de Espinha de Peixe ou Diagrama de Causa e Efeito, é uma ferramenta da qualidade que ajuda a levantar as causas-raízes de um problema, analisando todos os fatores que envolvem a execução do processo.

    Criado na década de 60, por Kaoru Ishikawa, o diagrama leva em conta todos os aspectos que podem ter levado à ocorrência do problema, dessa forma, ao utilizá-lo, as chances de que algum detalhe seja esquecido diminuem consideravelmente.

    ocorrencias-1200-x175

    Na metodologia, todo problema tem causas específicas, e essas causas devem ser analisadas e testadas, uma a uma, a fim de comprovar qual delas está realmente causando o efeito (problema) que se quer eliminar. Eliminado as causas, elimina-se o problema.

    O Diagrama de Ishikawa é uma ferramenta prática, muito utilizada para realizar a análise das causas-raízes em avaliações de não conformidades, como apresentado no exemplo abaixo.

    Exemplo de utilização

    O Diagrama de Ishikawa apresenta a relação existente entre o resultado indesejado ou não conforme de um processo (efeito) e os diversos fatores (causas) que podem contribuir para que esse resultado tenha ocorrido. Sua relação com a imagem de uma espinha de peixe se dá devido ao fato que podemos considerar suas espinhas as causas dos problemas levantados, que contribuirão para a descoberta de seu efeito, além do formato gráfico que muito se assemelha ao desenho de um esqueleto de peixe.

    Para que é utilizado?

    É possível aplicar o Diagrama de Ishikawa a diversos contextos e de diferentes maneiras, entre elas, destaca-se a utilização:

    • para visualizar as causas principais e secundárias de um problema (efeito).
    • para ampliar a visão das possíveis causas de um problema, enxergando-o de maneira mais sistêmica e abrangente;
    • para identificar soluções, levantando os recursos disponíveis pela empresa;
    • para gerar melhorias nos processos.

    Como fazer um Diagrama de Ishikawa?

    Para realizar a análise de causas utilizando o Diagrama de Ishikawa, basta seguir alguns passos. Veja só:

    • defina o problema (efeito) a ser analisado;
    • desenhe uma seta horizontal apontando para a direita e escreva o problema no interior de um retângulo localizado na ponta da seta;
    • realize um brainstorming para levantar as possíveis causas que possam estar gerando o problema. Para isso, procure responder a seguinte pergunta: “Por que isto está acontecendo?”;
    • divida as causas identificadas em categorias, por exemplo: máquina, mão de obra, método e materiais ou da forma que for mais coerente com o problema analisado e o contexto da sua empresa;
    • logo após, defina as sub-causas, ou seja, os fatores que levaram aquela causa a acontecer.

    Cabe ressaltar que, originalmente, são propostas 6 categorias pelo método, que são: Máquina, Materiais, Mão de obra, Meio-ambiente, Método e Medidas (os 6Ms). Entretanto nem todos os processos ou problemas utilizam-se de todos esses fatores, assim é preciso avaliar quais deles estão presentes ou são importantes para a execução.

    É possível que você só avalie 4 deles, como no exemplo utilizado anteriormente no artigo. Não há nenhum problema com isso, desde que a análise seja feita com base em fatos e dados e nenhum aspecto importante seja deixado de lado.

    Utilize o Diagrama de Ishikawa na Tratativa de Não conformidades

    No Qualiex, nosso software para Gestão da Qualidade, incorporamos o Diagrama de Causa e Efeito ao fluxo de tratativa de não conformidades. Fizemos isso porque a técnica é uma das formas mais eficazes de analisar as causas raízes, ajudando os profissionais a se aprofundar em todos os aspectos do processo.

    Além de eliminar planilhas, nosso software também ajuda a padronizar e centralizar o cadastro de informações, aumentando a rastreabilidade dos dados e facilitando a consulta quando necessário. Acesse nosso site e agende uma apresentação personalizada, um de nossos Auditores Líderes ISO 9001:2015 irá te mostrar como podemos ajudar a evoluir seu processo de tratativa de NCs

    REFERÊNCIA

    PEINADO, Jurandir; GRAEML, Alexandre Reis. Administração da produção: operações industriais e de serviços. Curitiba: UnicenP, 2007.

    Artigo revisado em 27/07/2017

    Postado por Forlogic | www.forlogic.net
    Saiba mais sobre qualidade em http://ferramentasdaqualidade.org/
    Conheça nossos softwares:
    Gestão da Qualidade https://qualiex.com/ | Gestão da Metrologia https://metroex.com.br/

    Sobre o autor (a)

    18 comentários em “Diagrama de Ishikawa”

    1. Trabalho em um Instituição de Ensino – (Casa do Estudante), a qual faço parte da equipe, atualmente desenvolvi os softwares para gestão das NC’s, gostaria de saber se existe alguma planilha que eu possa me basear para implementar o diagrama em meu sistema.

      Somos certificados na ISO 9001 aqui na Bahia, aguardo

        1. claudia lopes lopes

          boa tarde, estou cursando o segundo semestre em Recursos humanos.e este tema esta sendo ministrado em rotina de pessoal e no qual tenho que montar uma empresa. e esta explicação foi bem útil para o meu trabalho
          .obrigada

          1. Boa tarde Claudia tudo bem?
            tens alguma sugestão para iniciar Diagrama de Ishikawa?
            Qual problema ? Tambem estou cursando RH

    2. Bom dia Fernando
      Eu posso sugerir uma alternativa? acesse: http://www.qualiex.com.br/Tracker/ e veja se não vale a pena pra vocês utilizarem a ferramenta para gestão das NCs.
      Esta solução possui o Diagrama de Ishikawa e o método dos 5 Por ques como ferramenta auxiliar na análise de causa.

      Qualquer dúvida estou a disposição.
      Obrigada pela sua participação e fique a vontade no Blog.

    3. Boa Tarde Rosemary e Jeison. Gostaria de demonstrar minha satisfação com este blog e parabenizá-los por ele. Tem muita informação importante e de forma sucinta. Tanto que comecei um blog sobre qualidade e vcs são uma das minha referencias para os artigos alí publicados. Gostaria que visitassem meu blog e opinassem pois estou começando agora.
      http://www.raulbraghin.blogspot.com.br
      Att.

      1. Olá Raul, que bom que está gostando do blog é uma enorme satisfação saber que está feliz com nosso conteúdo.

        Sobre a informação aparecer de forma sucinta, isso é proposital eu uma caraterística do nosso blog.

        Participe sempre e qualquer dúvida, estou a disposição.
        um forte abraço,

    4. Este material é muito útil para o gerenciamento, pois antes de ocorrer um fato, podemos “desenhar” possíveis incidentes. Assim, quando ocorrer, estaremos melhor preparados para solucioná-los, ou pelo menos, trata-los para evitar futuramente.
      Parabéns pelo material!!
      Marco Hisatomi

    5. Pingback: Como evitar o retrabalho e registrar não conformidades

    6. Pingback: Qual a origem da Qualidade? Segundo os Gurus - Blog da Qualidade

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Blog da Qualidade

    Artigos relacionados

    WEBINAR GRATUITO

    Colocando a criatividade em prática no planejamento estratégico

    Dias
    Horas
    Minutos