Blog da Qualidade

Engajamento na Qualidade: Como dar os primeiros passos

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Rodolfo Paludeto

Rodolfo Paludeto

Rodolfo Paludeto

Sou Diretor Executivo da Saber Gestão, acredito que Qualidade é o componente que pode transformar o mundo para melhor, por isso meu propósito é tornar a qualidade simples e efetiva para as pessoas. Sou Especialista em Qualidade, Excelência e Gestão, auditor Líder nas normas ISO 9001 / 14001 / 45001, auditor na 17025, mais de 15 anos atuando e construindo a qualidade através de treinamentos, consultorias e mentorias. Me acompanhe no Linkedin e no Instagram.

Em qualquer empresa, a busca pela qualidade e excelência é essencial para se manter no mercado cada vez mais competitivo. Empresas renomadas como a Toyota, a Apple e a Amazon alcançaram o sucesso não apenas por seus produtos, mas também por sua dedicação à qualidade em todas as etapas de seus processos.

No entanto, mesmo com a crescente conscientização sobre a importância da qualidade, muitas organizações enfrentam desafios quando se trata de engajar seus colaboradores nesse objetivo comum.

Como está o engajamento na Qualidade aí em sua empresa?

É comum ouvir reclamações de que os funcionários não estão engajados na qualidade, que não se importam com os processos ou que não dão o seu melhor. Entretanto, é importante refletir sobre a responsabilidade da própria organização nesse cenário.

Quantas vezes são fornecidas as condições adequadas para que os colaboradores se engajem na qualidade? Quantas vezes são realizadas mudanças efetivas para melhorar essa realidade? O que você tem feito de concreto para fomentar o engajamento?

A falta de engajamento na qualidade tem um impacto significativo nas organizações. Imagine uma situação em que os colaboradores não estejam comprometidos com os processos e procedimentos estabelecidos.

Isso vai levar a falhas na produção, produtos fora das especificações, serviços inadequados e insatisfação dos clientes. Quanto isso custa? Qual  desperdício se tem? O que se tem de retrabalho?

Além disso, a falta de engajamento vai resultar em uma cultura de conformismo, onde os colaboradores simplesmente fazem o mínimo necessário para cumprir suas obrigações.

É importante reconhecer que o engajamento na qualidade não é apenas responsabilidade dos colaboradores, mas também das lideranças e gestores.

O que fazer para melhorar essa questão?

As empresas precisam fornecer as condições necessárias para que os funcionários se sintam motivados e engajados.

Isso inclui estabelecer processos bem estruturados, definir metas claras, oferecer treinamentos adequados, promover uma comunicação aberta e valorizar as contribuições dos colaboradores.

No entanto, muitas vezes as organizações se acomodam em um ciclo vicioso, onde reclamam da falta de engajamento, mas não tomam medidas concretas para mudar essa realidade. É importante romper com essa inércia e agir de forma assertiva.

Investir no engajamento na qualidade é investir no futuro da empresa, na satisfação dos clientes e na construção de uma cultura de excelência.

Nos próximos tópicos, vou explorar os primeiros passos que toda empresa precisa dar para engajar todos na qualidade.

Primeiros passos para o Engajamento na Qualidade

1º – Consciência do Valor da Qualidade

Para que as pessoas se engajem na qualidade, é crucial que tenham plena consciência do seu valor e da importância que ela desempenha no contexto organizacional.

A conscientização precede a mudança e, portanto, é fundamental fornecer aos colaboradores informações claras sobre o que é qualidade e como ela impacta positivamente a empresa.

Quando os indivíduos compreendem o valor da qualidade em seu trabalho diário, estão mais propensos a se engajar ativamente e buscar constantemente a excelência.

 2º- Processos Bem Estruturados e Claros

O engajamento na qualidade requer uma base sólida. É impossível se engajar em algo que não existe ou que não está devidamente estruturado. Portanto, é fundamental ter processos bem definidos, claros e acessíveis a todos os colaboradores.

Esses processos devem demonstrar de forma objetiva o que deve ser feito e como deve ser feito dentro da organização. Enfim, ao fornecer diretrizes claras, os colaboradores têm uma compreensão mais objetiva das expectativas e podem se engajar com mais facilidade na realização de suas atividades relacionadas à qualidade.

 3º – Decisões baseadas em evidências

Para que haja uma gestão efetiva da qualidade, é necessário que as decisões sejam assertivas e a origem dessas decisões devem ser sem a partir de dados e informações oriundas de controle sobre os processos e resultados.

Isso envolve o estabelecimento de indicadores adequados, auditorias e inspeções que geram informações relevantes para a tomada de decisões. Toda e qualquer decisão tomada em uma organização deve ser influenciada por evidências e não por suposições.

A gestão baseada em evidências permite uma abordagem mais precisa e embasada na melhoria contínua, fornecendo informações essenciais para direcionar os esforços e corrigir possíveis desvios.

4º- Aprender com as Falhas e Buscar a Melhoria Contínua

A melhoria contínua deve ser uma premissa básica nas organizações que desejam alcançar a excelência na qualidade. Isso significa aprender efetivamente com as falhas e com os acertos, identificar oportunidades de aprimoramento e implementar mudanças positivas.

É essencial criar uma cultura em que todos os colaboradores se sintam encorajados a compartilhar ideias, propor melhorias e participar ativamente do processo de aperfeiçoamento.

A busca constante pela melhoria contínua impulsiona o engajamento dos colaboradores, pois eles se sentem valorizados e percebem que seu trabalho é parte essencial na construção de uma organização cada vez melhor.

5º- Ações concretas para o engajamento

O engajamento na qualidade só acontece a partir de ações concretas. As pessoas se engajam naquilo que é praticado e não apenas no que é dito.

É importante que os líderes e gestores sejam exemplos de comprometimento e qualidade, demonstrando de forma consistente os comportamentos e atitudes que esperam ver nos colaboradores.

Além disso, é fundamental incentivar a participação ativa dos funcionários por meio de programas de reconhecimento, capacitação e envolvimento em projetos de melhoria.

Ao promover um ambiente de trabalho participativo e estimulante, as chances de engajamento na qualidade aumentam significativamente. Importante destacar que essas ações devem acontecer continuamente e não de maneira isolada, só assim se manterá viva a qualidade na cultura.

Equipe engajada: resultados concretos e positivos.

O engajamento na qualidade é uma peça-chave para o sucesso das organizações. Quando os colaboradores estão comprometidos e engajados, há uma mudança de mindset que impulsiona a busca constante pela excelência.

Se depois de tudo o que eu te falei aqui no artigo, ainda assim você não se convenceu de que é possível consolidar o engajamento, quero que reflita sobre mais uma questão: Tem uma máxima que eu gosto muito e que me direciona todos os dias, é a famosa “Os fins justificam os meios”, quero dizer que se não tenho resultados, é porque não estou engajado no que tenho que fazer ou seria, não faço o que tenho que fazer, por isso não tenho resultados?

Acho que te confundi um pouco, na verdade era isso mesmo o que eu queria gerar. A verdade é que as pessoas são incapazes de mudar comportamentos se não estão conscientemente convencidas de que essa é a melhor alternativa.

Então, se não há evidências de que esse é o melhor caminho, que esse vai gerar valor e resultados, vai ser muito mais difícil de gerar o engajamento. Gerar resultados concretos e positivos é a melhor maneira de convencer alguém a seguir um determinado caminho.

E o resultado não tem somente a ver com bater meta, resultado tem a ver com evoluir todos os dias, seja 0,0001%.Se há evolução há uma direção, esse é o ponto.

Por isso, para promover o engajamento, é necessário conscientizar sobre o valor da qualidade, estabelecer processos claros, implementar um sistema de controle efetivo, incentivar a melhoria contínua e agir de forma concreta, para que o resultado seja uma constante.

Pare de reclamar que as pessoas não estão engajadas e faça algo que realmente gere valor. Invista no engajamento da qualidade e colha os frutos de uma organização comprometida com a excelência.

Espero que este artigo possa ajudar a disseminar a importância do engajamento na qualidade e inspirar ações positivas em prol da excelência organizacional.

Precisa de ajuda com a consolidação do engajamento das pessoas aí na sua organização? A Saber Gestão pode contribuir com isso:

Clique no banner abaixo, deixe suas informações, que nosso time de especialistas entrará em contato para entender o seu cenário e se aplicável direcionar nossas soluções.

Engajamento na Qualidade

 

Sobre o autor (a)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog da Qualidade

Artigos relacionados