Cultura organizacional

Execução: seja o exemplo de execução!

execucao-seja-o-exemplo-de-execucao
Imprimir artigo

Aqui na Forlogic temos o costume de assistir vídeos junto com a equipe e fomentar a discussão sobre o assunto. Em um desses dias, estávamos assistindo o vídeo do Luciano Pires e eu fiz uma conexão que pode parecer óbvia, mas que para mim não estava tão evidente assim e eu nunca havia parado para pensar sobre: “SER EXEMPLO” tem tudo a ver com execução.

Uma coisa é você instruir o jeito certo de fazer algo ou dizer o que você faz, outra coisa é as pessoas verem como você faz algo. Todos os livros que lemos, desde as bobagens de autoajuda passando por filosofia profunda até livros técnicos de gestão, são bem categóricos em um ponto: o jeito certo de liderar é pelo exemplo.

As pessoas fazem o que veem seus líderes fazendo e ponto final. Mas é aqui que mora um dos problemas: a sua equipe já te viu executar algo? Alguns vão me dizer que “não tem tempo, que coordenam 100 pessoas”, outros vão dizer que “já executaram muito, por isso chegaram onde estão”, e estes dois argumentos são válidos sim. O que acontece é que isso não vai mudar a realidade de que as pessoas aprendem melhor ao seguirem o exemplo do seu líder.

Isso significa que se você quer que a sua equipe execute mais para entregar mais resultado, as pessoas precisam ver você executando alguma coisa, e mais, executando bem e da forma certa, do mesmo jeitinho que você cobra deles, no mínimo.

Para quem não tem tempo pois coordena 100 pessoas, eu sinto muito, mas você vai ter que separar um tempo para executar. Para quem acredita que já executou o suficiente e por isso estão onde estão, eu sinto muito novamente, mas vou usar uma frase do Ricardo Jordão: “O gol de bicicleta que você fez na semana passada não serve para ganhar o jogo hoje”. As pessoas querem ver ações!

É claro que liderar uma equipe, um departamento, um processo ou mesmo uma atividade é bem mais do que sair fazendo o trabalho da equipe, e essa nem  é a proposta aqui. Você precisa executar quando necessário, seja para ajudar bater uma meta durante uma emergência ou mesmo para orientar o time com uma visão mais prática.

É fazer o que você fala, como o Luciano Pires fala no vídeo Walk the Talk, e se você estiver cobrando execução, acredite: as pessoas vão querer ver você executando algo.

 

Veja outros artigos da Trilha de Artigos sobre “Execução”.

#01: Execução: A importância de executar

#02: Execução: Quem executa NÃO é só o operacional!

#03: Execução: Por que o tático deve ser bilíngue?

#04: Execução: Seja o exemplo de execução!

#05: Execução: Executar é mais que iniciativa, é acabativa!

#06: Sua equipe executa o tanto que deveria?

#07: Execução: Eu não quero ser coiote!

 

Autor

Comentários

Posts Relacionados

← Post mais recente
ISO 9001:2015 – Por que você deve controlar processos, produto...