Melhoria contínua

MASP utilizando o PDCA

MASP qualidade
Imprimir artigo

Os planos de ação são utilizados para conduzir um trabalho que envolva pessoas, prazos, objetivos, metas e resultados. Estabelece onde se quer chegar, através de ações planejadas e pode ser visto como um mecanismo para mudarmos de uma condição atual para uma condição pretendida.

RELEMBRANDO OS CONCEITOS DE MASP E PDCA

O MASP (Método de Análise e Solução de Problemas) é um método gerencial utilizado tanto na manutenção, como também na melhoria das ações.

O PDCA é um método de gestão que visa controlar e gerar resultados precisos nas atividades das organizações. Apresenta quatro passos: P (plan – planejar); D (do – fazer); C (check – verificar); A (act – agir).

O MASP utiliza o PDCA como ferramenta para a solução de problemas.

A figura abaixo mostra seu funcionamento em conjunto.

Na fase do planejamento (P), devemos utilizar ferramentas para identificar o problema, como por exemplo, realizar um brainstorming que tem como objetivo levantar todas as causas do problema através da exposição das ideias dos participantes da equipe. Na priorização dos problemas, podemos utilizar o Diagrama de Pareto, que é um gráfico de barras que prioriza os problemas através da frequência de seus acontecimentos, classificando-os de maior para menor. Depois de priorizado os problemas, o comportamento de suas causas será investigado, através do Diagrama de Ishikawa que tem como objetivo levantar todas as causas que estão contribuindo para a geração do problema. As causas priorizadas serão reduzidas até sua eliminação. No planejamento das ações, poderá ser utilizado a ferramenta 5W2H como plano de ação, que identificará as ações que irão corrigir o problema.

Na execução (D), o plano de ação será desenvolvido para bloquear as causas.

Na fase da verificação (C), constaremos se realmente o bloqueio realizado no plano de ação foi efetivo.

Na fase da conclusão (A), devemos padronizar o plano de ação (caso tenha apresentado efetividade) e se prevenir para que o problema não volte a ocorrer.

Para a transição de uma condição para outra, é ideal que realizemos um planejamento do que iremos executar, avaliando riscos, definindo metas, custos, equipe, entre diversas outras variáveis. À medida que as ações são implementadas, a empresa precisa acompanhar os resultados e monitorar os novos acontecimentos nos ambientes interno e externo.

O MASP e o PDCA são ferramentas eficazes utilizadas por muitas empresas, que em conjunto, atuam na causa dos problemas e melhoram a efetividade dos processos organizacionais.

 

REFERÊNCIAS

CAMPOS, Vicente Falconi. TQC: controle da qualidade total (no estilo japonês). 8 ed. Belo Horizonte, MG: Editora de Desenvolvimento Gerencial, 1999.

CAMPOS, Vicente Falconi. Gerenciamento da rotina do trabalho do dia-a-dia. Nova Lima: INDG Tecnologia e Serviços Ltda., 2004.

Autor

Comentários

Posts Relacionados

ferias
← Post mais recente
Férias!