Cultura organizacional

O segredo da gestão com base em fatos e dados

o-segredo-da-gestao-com-base-em-fatos-e-dados
Imprimir artigo

Somos uma empresa brasileira. A maioria de pessoas que lê esse blog, é de pessoas que trabalham em empresas no Brasil e que vive na pele, todos os dias, o fato de que o brasileiro não gosta de franqueza.

Somos um povo que adora tratar bem, ser cordial, simpático e amigo, o que é muito bom, mas muitas vezes isso pode levar junto o famoso “tapinha nas costas” e o “ficou bom” em momentos que isso não devia acontecer.

De uma forma diferente do americano que usa o “good job” para felicitar todos que entregam algo que deviam entregar, o comportamento que se adota no Brasil é de aceitar algumas coisas que não estão boas, como se estivessem, e isso gera um problema para quem busca qualidade.

No Livro do Jack Welch, famoso ex-CEO da GE há uma parte que fala sobre “franqueza”, de como as empresas perdem a franqueza com o tempo, caindo no risco de ninguém mais fazer perguntas como “por que não crescemos mais? Por que não fazemos melhor? Por que não podemos dobrar o resultado?”

Esse pensamento sobre a franqueza me acertou em cheio, pois eu já vinha estudando e discutindo o sempre ótimo Vicente Falconi com minha equipe, principalmente a parte que fala da cultura de enfrentamento de fatos e dados, e uma coisa eu não tinha percebido (por mais básico que pareça): para o enfrentamento de fatos e dados funcionar, a empresa toda precisa entender que a franqueza será exercida absurdamente.

No artigo anterior, falei da maneira que nós vamos adotar para melhorar nossos processos aqui e atender requisitos das normas. Exercendo a franqueza e deixando isso claro para todo o grupo, estou vendo uma revolução na qualidade, onde a equipe passa de “os caras chatos da qualidade” para os caras que vão ajudar a fazer o que precisamos fazer.

Quando se utiliza a franqueza e os fatos são encarados, a busca pela excelência ganha outra cara. Sim, algumas pessoas se sentem incomodadas, outros acham que alguém está pegando no pé, mas quando todos estão entendendo o porquê isso está sendo feito e que não será de outro jeito, mais pessoas passam a ser francas e fica claro para todos que será uma caminhada longa, sem volta, porém que vai gerar ótimos resultados.

Autor

Comentários

Posts Relacionados

← Post mais recente
Por que minhas não conformidades são reincidentes?