Blog da Qualidade

webinar ocorrências

Parte 2: A importância de delegar

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Jeison

Jeison

+ posts

Sou co-fundador da ForLogic Software, hoje atuo com gente, cultura e gestão. Sou um dos criadores do Qualiex, do Qualicast (o 1º Podcast nacional focado em qualidade), criador do Blog da Qualidade (o maior blog sobre Qualidade do Brasil). Mestre em Engenharia da Produção pela UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), auditor líder formado com orgulho pela ATSG na ISO9001 e 22000, pai, empreendedor, e um inconformado de plantão!
Acredito na responsabilidade do indivíduo, no poder da qualidade e que podemos fazer diferente. Me acompanhe no Linkedin e no Instagram.

No post anterior falamos da importância de delegar corretamente, principalmente apresentando a importância para quem pretende delegar, agora resolvi falar do colaborador que cobra mais reconhecimento e autonomia .
Em muitos casos os indivíduos “querem” responsabilidade e reconhecimento. Em alguns casos clamam por mais autonomia, estes colaboradores muitas vezes acreditam que podem realizar o trabalho tão bem quanto, o atual executor, argumentando inclusive que podem fazer melhor!
Para o gestor isso é ótimo, quem não quer pessoas capazes trabalhando consigo, e ainda mais que querem novas responsabilidades? Eis então que surge uma oportunidade, e o gestor escolhe a atividade e delega algo que fica ao cargo do elemento… a partir desse momento mais nada sai do lugar, frustrando o gestor que delegou a atividade e atrasando o trabalho.
Aqui precisamos separar quem “quer ter responsabilidade” e “quem tem responsabilidade”, “querer ter” não é “ter”! Vou dar um exemplo pessoal, eu quero ter disciplina para correr 4 vezes por semana para melhorar minha capacidade cardiovascular, mas eu corro, no máximo uma (quando corro!). Eu quero ter disciplina, mas não tenho.
Um grande amigo usa uma frase que cabe muito bem aqui: Três sapos estão na beira da lagoa, e um deles, decide pular: quantos ficaram na beira da lagoa? Três! O primeiro sapo só decidiu, mas não pulou!
Por isso, as pessoas que querem mais, que buscam crescer, ter responsabilidades e fazer a diferença precisam se apresentar através de ações, assumindo as rédeas quando elas caem em suas mãos. Uma tarefa delegada, e não cumprida gera ao gestor uma dúvida profunda se poderá confiar novamente, o que pode atrapalhar o crescimento do colaborador.
É claro que o gestor pode ter delegado errado, mas é nesse momento que a pessoa diferenciada chama a responsabilidade e tira as dúvidas, pergunta, questiona os métodos e se coloca a disposição.
E lembre-se se você pediu por mais responsabilidades, é atendido, é responsabilidade sua fazer com que isso dê certo.

Sobre o autor (a)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Blog da Qualidade

Artigos relacionados

ocorrênias 500x800

deixou de acompanhar as ações de
um projeto e ATRASOU a entrega?

O Qualitfy pode ajudar