Melhoria contínua

Passo a passo para a construção da Casa da Qualidade (QFD)

Imprimir artigo

Um tema muito discutido é o QFD ou Casa da Qualidade.

Há meses atrás apresentamos o significado de QFD e como funciona na prática. Nosso objetivo hoje é apresentar passo a passo a construção da casa da qualidade, através de um exemplo muito simples, conforme a seguir.

EXEMPLO: Analisar e desmembrar as expectativas de um cliente quanto a um ?cafezinho?, utilizando o QFD na definição de metas e sugestões para novas ações e procedimentos.

PRODUTO: Cafezinho

1.  Requisitos do cliente: são as expectativas, necessidades e grau de importância de cada requisito, explicitados pelo cliente e obtidos através de pesquisas.

  • Quente
  • Estimulante
  • Saboroso
  • Baixo preço

Os graus de importância dos requisitos dos clientes também são obtidos através de pesquisa com o cliente, que refletem a hierarquização de sua opinião em uma escala de 1 (menor) a 5 (maior).

2.  Requisitos do projeto: são as ações ou propriedades que agregam valor ao produto, sendo definidas pelos técnicos da organização que servem o cafezinho.

  • Temperatura do cafezinho
  • Quantidade de cafeína
  • Componente do sabor
  • Componente do aroma
  • Preço de venda
  • Volume

3.  Relacionamento dos “o que” e “como”: verificar a intensidade do relacionamento dos ?o que? e os ?como?.

4.  Relacionamento dos “como”: verificar a intensidade do relacionamento entre si dos “como”.

5.  Benchmarking Externo: verificar o desempenho dos concorrentes na visão dos clientes.

6.  Benchmarking Interno: verificar o desempenho dos concorrentes na visão dos

técnicos da empresa.

7.  Quantificação dos “como” – “quanto”: establecer as metas para cada “como”.

8. Casa da Qualidade: final da análise.

 

Esta é uma ilustração de como construir um QFD, esperamos que este post consiga trazer ao leitor um melhor esclarecimento de como construir uma casa da qualidade.

 

REFERÊNCIA

RODRIGUES, Marcus Vinicius. Ações para a qualidade: GEIQ, gestão integrada para a qualidade: padrão seis sigma, classe mundial. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2004.

 

Autor

Comentários

Posts Relacionados

← Post mais recente
A mística da implantação da ISO 9001