,

Blog da Qualidade

4 critérios para um Planejamento Estratégico eficaz

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Monise Carla

Monise Carla

Website | + posts

Auditora Líder ISO 9001:2015, ISO 22000:2018 e ISO 31000:2016. Redatora do Blog da Qualidade e Especialista de Comunicação no Qualiex! Eu ajudo profissionais a resolverem problemas de qualidade por meio de tecnologia e acredito que esse é o primeiro passo para uma vida de Excelência. Gosto de rock, desenho animado e vejo qualidade e excelência em tudo isso. Não me leve tão a sério no Twitter, mas se preferir, você também pode me encontrar no Facebook e Linkedin.

Apesar da grande importância de uma planejamento estratégico eficaz, é visível que várias organizações tem grande dificuldade de realmente “fazer acontecer” o que se planejou, e isso é mais comum do que se imagina. Para construir um planejamento estratégico eficaz não há uma receita de bolo, mas eu tenho aqui 4 dicas que podem te ajudar a conquistar seu objetivo.

A base dessas 4 dicas estão na palavra EASE, que do inglês significa FACILIDADE, mas vamos utilizá-la como uma sigla: E.A.S.E – Expectations, Actionability, Sustainability, and Evaluation, que respectivamente significa: Expectativas, Execução, Sustentabilidade e Avaliação.

Quando você tenta resolver situações pela ótica da facilidade, você pode até pensar que é um desafio enorme, mas depois que você consegue resolver isso, você tornará as coisas mais simples de se desenrolar. Tenha em mente que você deve envolver pessoas, incluindo você e obrigações, como reuniões em datas devidas, avaliações completas e objetivos de aprendizagem satisfatórios.

gestao-da-qualidade-anuncio-1200x175px

1 – Estabeleça Expectativas para um Planejamento estratégico eficaz

Expectativas ajudam 2 pessoas a estabelecerem uma situação compartilhada que não fará com que ninguém seja negativamente surpreendido. Ouça as expectativas da sua equipe quanto ao trabalho, quais são os planejamentos, processos, empresa, crescimento e resultados, isso significa definir metas claras, específicas e razoáveis. Esse senso comum influencia na produtividade e comprometimento da equipe.

2 – Planos de ação executáveis

Agora que você definiu claramente os objetivos, você precisa definir qual o caminho percorrer para chegar até lá, e as ações devem ser executáveis. Eu sei que é muito óbvio, e você deve estar até rindo, mas muitas vezes a gente não consegue deixar claro quais ações que devemos tomar.

EXEMPLO: estes dias na minha lista de tarefas tinha um item escrito “projeto do chefe”. E eu fiquei pensando: “Nossa, mas estou envolvida em 3 projetos, qual é esse meu Deus, o que é pra fazer?”, ou seja, a tarefa que eu descrevi não é executável. Se eu tivesse escrito: “revisar projeto tal” ou “escrever projeto do chefe de tal coisa”, aí sim, temos um verbo, algo que leve a ação de alguma coisa, e uma coisa específica.

Muitas vezes teremos um plano de ação que não saberemos como começar, e estes itens não são executáveis. Se você não tem os recursos, ajuda, confiança, informação, tempo e habilidades para executar uma ação, ela não é executável, e não adianta começá-las, pois você só vai se frustrar mais. Viabilize ações para que elas aconteçam, faça uma divisão delas em pequenas partes para que ela consiga ser executável e então concluída.

3 – Seja sustentável

Sustentabilidade neste caso, é descobrir se a sua vida está devidamente estruturada para sustentar o esforço durante a execução das ações para fazer de fato seus objetivos acontecerem. Antes de começar 2015, pare e pense como você está equilibrando sua vida profissional, escolar, familiar, de modo que você não vá passar dos limites buscando de forma estressante o seu desenvolvimento. E se você é um líder e está lendo isso, preocupe-se com esse fator na vida da sua equipe também!

Se você mordeu mais do que pode mastigar ou está trabalhando em um ritmo que vai esgotar o seu tempo, recursos, emoções, ou bem-estar, acalme-se e defina as expectativas mais razoáveis. Descubra como trabalhar em um ritmo confortável, regular, garantindo assim um progresso constante através de um planejamento estratégico eficaz.

4 – Tenha um método de Avaliação

É necessário medir, de alguma forma, se você está no caminho certo para o objetivo que estabeleceu, e também precisa de alguns planos “b” quando descobrir que está desviando do caminho. Você vai precisar de um olhar crítico para fazer essa avaliação.

Se você definiu expectativas e tem tarefas executáveis, mas não está revisando as expectativas para se certificar de que elas continuam a ser relevantes, não vai adiantar muito. Defina uma frequência para fazer isso, estabeleça indicadores, e métodos de medição.

Se você quer mais dicas para orientar um planejamento estratégico que vai dar certo, faça download do Ebook “Planejamento Estratégico: Conquistando Resultados. É só clicar no botão abaixo:

 

Sobre o autor (a)

Blog da Qualidade

Artigos relacionados

Software para gestão da qualidade

Conheça nossos canais

Conheça o que CEOs e especialista nos assunto estão fazendo para desenvolver as estratégias de suas empresas

Planejamento Estratégico | Transmitido ao vivo em 21 de jan. de 2021

Qualicast - O Podcast da QUALIDADE

como-a-medicao-e-a-informacao-podem-impactar-na-qualidade
01 de Outubro de 2021
Gestão de Documentos para Sua Empresa