Estratégia empresarial

Qualidade, Pessoas, Competências: onde isso nos leva?

Imprimir artigo

Quando falamos de qualidade, estamos abrangendo muitos assuntos que envolvem todos os setores de uma organização, dentre esses, também a Gestão de pessoas. No item 6 da NBR ISO 9001:2008, a norma fala sobre a necessidade de ter pessoas competentes para exercer os cargos respectivos, influenciando assim positivamente nos resultados da organização.

Tudo isso faz muito sentido, levando em consideração que as pessoas são parte dos valores da organização e vão interferir na qualidade da empresa diretamente, mas quando a norma fala de competências e conhecimento, ela está falando relativamente das pessoas estarem aptas a realizarem suas atividades, propícias a otimizar seu desempenho para o crescimento das equipes e organização, com base em 4 aspectos: Educação, Treinamentos, Habilidades e Experiência, conforme imagem abaixo:

competencias

Dessa forma é possível ver que essa questão deve ser levada muito a sério e que precisa ser administrada e valorizada por meio de processos de avaliação de desempenho e formação contínua, ou a qualidade buscada será incompleta, já que, não vai adiantar ter processos bem mapeados, fluxos consistentes, planejamentos bem feitos se as pessoas que executam os mesmos não estão aptas para fazê-los.

Tudo isso é relevante pois nós vivemos em uma realidade que a competição vem se tornando uma questão de diferenças estratégicas e concretos alicerces. Está cada vez mais difícil encontrar pessoas qualificadas para ocupar cargos, estamos cada vez mais falando de gente apta para tomar decisões em seus setores, decisões imediatas e corretas, e isso faz com que as pessoas se tornem um desafio estratégico decisivo.

Realmente, um desafio estratégico! É difícil para as empresas saberem o que fazer para tornar as pessoas capacitadas para seu desempenho e torna-las melhores para si próprias, e para isso, existem as avaliações de desempenho por competências, para deixar claro os papéis, para capacitar as pessoas, e mensurar seus desenvolvimentos e desempenhos. Mas não se pode ignorar toda a gestão de recurso humano para a permanência da pessoa na empresa, e quando falamos disso estamos envolvendo vários critérios.

Para responder a pergunta do título, gerir competências, valorizar pessoas, nos levará a melhoria contínua, fazendo-nos alcançar a Qualidade Total e gerando não só resultados para a organização, mas clareza nos objetivos e alvo para o crescimento.

Como em todos os meus posts, vou te dar 2 dicas:

1 – O pessoal da Templum disponibilizou um curso gratuito sobre o assunto: Descrição de Cargos, Competências e Treinamentos. Muito consistente e ajuda muito a desmistificar algumas coisas que dizem por aí.

2 – O Qualiex lançou hoje um novo software para Gestão de Competências que atende todos esses requisitos: Forlogic Staff.

Semana que vem, estarei falando um pouco mais sobre o assunto, continue acompanhando!

Leia mais sobre Gestão de Competências:

#01 Qualidade, Pessoas, Competências: onde isso nos leva?

#02 Semana da Qualidade: o que Deming NÃO falou sobre competências?

#03 5 motivos para gerenciar as competências da sua empresa

#04 Como comprovar competências na ISO 9001:2015

#05 O que é Matriz de Competências

#06 Como montar uma Matriz de Competências que facilite a criação de times mais fortes (Parte 1)

#07 Como montar uma Matriz de Competências que facilite a criação de times mais fortes (Parte 2)

Autor

Comentários

Posts Relacionados

← Post mais recente
Como fazer uma descrição de cargo?