Blog da Qualidade

Seis Sigma: O que é, benefícios e como implementar

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Juliana Geremias

Juliana Geremias

Graduada em Administração de Empresas, MBA em Gestão da Qualidade e Auditora Líder ISO 9001. "Qualidade é o resultado de um ambiente cultural cuidadosamente construído. Tem que ser o tecido da organização, não parte do tecido." Phil Crosby

Seis sigma é uma metodologia que busca alcançar e manter o sucesso da empresa através de um sistema integrado de gestão.  Suas diretrizes priorizam aspectos estratégicos, estruturais, comportamentais e operacionais da empresa.

Além disso, é feita o monitoramento por análises estatísticas, para medição e controle em ocorrências disciplinadas e sequenciais em toda empresa. O objetivo é otimizar o atendimento das necessidades e expectativas dos clientes, minimizar custos, agregar valores, maximizar os resultados e a competitividade.

O six sigma tem como principio reduzir de forma contínua a variação nos processos, eliminando defeitos ou falhas nos produtos e serviços. Surgiu nos anos 1980, na Motorola, e desde então se espalhou por diferentes setores, tornando-se uma abordagem amplamente reconhecida e adotada.

Qual a relação entre Seis Sigma e a área da Qualidade?

O 6 sigma trata a qualidade de forma sistêmica, considerando todas as ações e setores da organização e não apenas as não conformidades de processos específicos. Uma das diferenças que podemos apontar no seis sigma em relação às metodologias tradicionais é quanto ao conceito de desperdício, que passa a ser definido como a diferença entre a qualidade potencial e a qualidade efetiva.

Qualidade potencial é o máximo valor que pode ser agregado a um produto ou processo, e qualidade efetiva é o atual estado do produto ou processo. No sistema tradicional, muitas das ações utilizadas com o objetivo de cortar custos terminavam reduzindo o valor agregado e a qualidade do produto, lembrando que o sucesso de uma organização está relacionado diretamente aos resultados ou à rentabilidade.Seis sigma

Há dois caminhos para atingir este objetivo: reduzir custos ou agregar valores. Mas, em alguns casos não é mais possível reduzir custos, sendo que a única alternativa é agregar valores. Em outros casos, para a redução de custos é preciso agregar novos valores aos produtos.

Fundamentos do 6 sigma

No Six Sigma, cada projeto é conduzido com base em dados e análises estatísticas para aprimorar processos e eliminar defeitos. Os princípios fundamentais incluem:

  • Definição clara de metas: Estabelecimento de objetivos mensuráveis e alinhados com as necessidades dos clientes.
  • Análise de dados: Utilização de ferramentas estatísticas para entender a variação dos processos e identificar oportunidades de melhoria.
  • Redução de variação: Foco na redução da variação nos processos, garantindo maior consistência e qualidade nos resultados.
  • Melhoria contínua: Busca incessante por melhorias incrementais para atingir níveis cada vez mais altos de desempenho.
  • Satisfação do cliente: Colocação do cliente no centro do processo, entendendo suas necessidades e excedendo suas expectativas.

Metodologia DMAIC e Seis Sigma

A metodologia DMAIC é um dos pilares do Seis Sigma. Ela é uma abordagem estruturada e sistemática que guia a equipe do Seis Sigma em cada etapa do processo de melhoria. Vamos explorar mais detalhadamente cada uma das etapas:

Definir (Define)

Nesta etapa, o objetivo é estabelecer claramente os objetivos do projeto e definir o escopo de trabalho. Isso envolve identificar as necessidades e expectativas dos clientes, determinar as métricas de desempenho relevantes e entender as restrições e limitações do projeto.

Uma definição precisa é essencial para garantir que o foco esteja nos aspectos mais críticos do processo e que as metas sejam alinhadas com as expectativas dos clientes.

Medir (Measure)

A etapa de Medir envolve a coleta de dados relevantes para avaliar o desempenho atual do processo. Isso inclui identificar as principais entradas e saídas, definir as métricas de desempenho apropriadas e coletar dados quantitativos e qualitativos.

A análise dos dados permite entender a variação existente no processo e identificar áreas de oportunidade para melhorias. É importante utilizar técnicas estatísticas adequadas para uma análise precisa e confiável dos dados coletados.

Analisar (Analyze)

Nesta etapa, a equipe do Seis Sigma analisa os dados coletados para identificar as principais causas dos problemas e entender as relações entre as variáveis. Isso pode envolver o uso de ferramentas estatísticas como análise de regressão, análise de correlação, análise de causa e efeito, entre outras.

O objetivo é identificar as causas raiz dos problemas e determinar quais fatores têm maior impacto no desempenho do processo. Essa análise aprofundada permite uma compreensão clara dos problemas e fornece uma base sólida para o desenvolvimento de soluções eficazes.

Melhorar (Improve)

Na etapa de Melhorar, a equipe do Seis Sigma desenvolve e implementa soluções para eliminar ou reduzir as causas raiz dos problemas identificados. Isso pode envolver a realização de experimentos, a utilização de ferramentas de otimização, a reengenharia de processos ou qualquer outra abordagem que seja mais adequada para resolver os problemas específicos.

É importante que as soluções propostas sejam baseadas em dados e fatos, de modo a garantir sua eficácia e sustentabilidade a longo prazo.

Controlar (Control)

A etapa final do DMAIC é Controlar. Nesta fase, são estabelecidos controles para monitorar o desempenho do processo após a implementação das melhorias. Isso envolve a definição de indicadores-chave de desempenho (KPIs), a implementação de sistemas de monitoramento e a criação de planos de controle para garantir que as melhorias sejam sustentadas ao longo do tempo.

O objetivo é garantir que o processo continue atendendo aos requisitos e que as melhorias realizadas sejam mantidas.

A metodologia DMAIC é altamente estruturada e orientada por dados, permitindo que as empresas identifiquem problemas, implementem melhorias e alcancem resultados consistentes.

Quais as certificações do Seis Sigma?

No Seis Sigma, existem diferentes níveis de certificação que reconhecem o conhecimento e a experiência em relação à metodologia. As certificações mais comuns são:

  • Green Belt: É o nível básico de certificação e geralmente é destinado a profissionais que desempenham papéis de suporte em projetos Seis Sigma. Os Green Belts possuem conhecimentos fundamentais sobre as ferramentas e técnicas do Seis Sigma e trabalham em projetos de melhoria como membros da equipe.
  • Black Belt: Os Black Belts são especialistas em Seis Sigma e desempenham um papel de liderança em projetos de melhoria. Eles possuem um conhecimento avançado das ferramentas de análise de dados e são responsáveis por liderar e gerenciar projetos de melhoria de ponta a ponta.
  • Master Black Belt: O nível mais alto de certificação no Seis Sigma é o Master Black Belt. Os Master Black Belts são profissionais altamente experientes e especializados em Seis Sigma. Eles atuam como mentores e consultores para os Black Belts e fornecem orientação estratégica para a implementação do Seis Sigma na organização.

Obter uma certificação no Seis Sigma demonstra comprometimento com a melhoria contínua e aumenta a credibilidade e as habilidades profissionais. Além disso, as certificações no Seis Sigma podem abrir portas para oportunidades de carreira e aumentar as chances de progresso e desenvolvimento profissional.

Como aplicar a metodologia Six Sigma?

Uma das características mais interessantes dessa metodologia é sua aplicabilidade em diversos setores e áreas de negócio. Embora tenha sido inicialmente desenvolvido na indústria manufatureira, o Seis Sigma tem sido amplamente adotado em setores como serviços, saúde, logística, tecnologia, entre outros.

Em manufatura, o 6 Sigma pode ser utilizado para otimizar processos de produção, reduzir defeitos e aumentar a eficiência operacional. No setor de serviços, pode ser aplicado para melhorar a qualidade do atendimento ao cliente, reduzir tempos de espera e aumentar a satisfação geral.

Na área de saúde, ele pode ser usado para melhorar a segurança do paciente, reduzir erros médicos e otimizar fluxos de trabalho.

Independentemente do setor, o Seis Sigma oferece uma abordagem sistemática e baseada em dados para identificar e resolver problemas, melhorar processos e alcançar resultados consistentes. Sua aplicação pode levar a melhorias significativas em termos de qualidade, produtividade, eficiência e satisfação do cliente.

As Ferramentas da Qualidade são muito utilizadas para auxiliar na construção e identificação de melhorias nos processos.

Quais os benefícios de utilizar o Seis Sigma?

A adoção da metodologia traz diversos benefícios para as organizações que o implementam de forma eficaz. Alguns dos principais benefícios incluem:

  1. Redução de defeitos e variação: O Seis Sigma busca a eliminação de defeitos e a redução da variação nos processos, resultando em produtos e serviços de maior qualidade e consistência.
  2. Aumento da eficiência operacional: Ao eliminar desperdícios, otimizar processos e reduzir tempos de ciclo, o Seis Sigma contribui para o aumento da eficiência operacional e a redução de custos.
  3. Melhoria da satisfação do cliente: Ao focar nas necessidades e expectativas dos clientes, o Seis Sigma visa fornecer produtos e serviços que atendam ou excedam suas expectativas, resultando em maior satisfação e fidelidade.
  4. Vantagem competitiva: A implementação bem-sucedida do Seis Sigma pode proporcionar uma vantagem competitiva significativa, permitindo que as organizações se destaquem no mercado e conquistem a preferência dos clientes.
  5. Tomada de decisões embasadas em fatos: O Seis Sigma baseia-se em dados e análises estatísticas para fundamentar a tomada de decisões, reduzindo a subjetividade e aumentando a confiança nas escolhas estratégicas.
  6. Melhoria contínua: O Seis Sigma promove uma cultura de melhoria contínua, estimulando os colaboradores a buscar constantemente oportunidades de aprimoramento e inovação.

Descubra como a Melhoria contínua pode impulsionar os resultados da sua empresa nesse episódio especial do qualicast:

Conclusão

Atualmente o seis sigma é uma prática de gestão relacionada a melhoria da lucratividade da empresa, independentemente do seu porte, com a finalidade de aumentar a participação de mercado, reduzir custos e otimizar as operações da empresa.

O planejamento, a definição de metas precisas e ambiciosas, a busca do comprometimento e a integração dos trabalhadores, a adaptação a nível estrutural, o realinhamento cultural e a valorização das lideranças são aspectos imperiosos e vitais para o sucesso desta metodologia.

REFERÊNCIAS
RODRIGUES, Marcus Vinicius. Ações para a qualidade: GEIQ, gestão integrada para a qualidade: padrão seis sigma, classe mundial. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2004.

Sobre o autor (a)

2 comentários em “Seis Sigma: O que é, benefícios e como implementar”

  1. cleiton pereira dias

    otimo metodo para empresas que desajam manter-se organizada e sempre lucrando no mercado melhor ainda pode ser adequado a qualquer setor é claro com todos funcionarios vestindo a camisa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog da Qualidade

Artigos relacionados