Ferramentas da qualidade

Descrição de Instrução de Trabalho: Padronizando para Eficiência

instruçoes de trabalho Qualidade
Imprimir artigo

Controle de qualidade e garantia de qualidade são peças fundamentais para o sucesso operacional de qualquer serviço/produto dentro de uma organização. A maior parte delas apresenta dificuldades para elaborar Instruções de Trabalho que atenda um padrão esperado de acordo com as normas.

A Instrução de Trabalho é um documento muito importante, item que pertencente ao Sistema de Gestão da Qualidade juntamente com outros componentes como: política de qualidade, objetivos, procedimentos, registros que devem ser descritos e documentados.

 

posttt

A Figura ilustra a estrutura e hierarquia da documentação do sistema de Gestão de Qualidade.

A instrução de trabalho é o nome dado a um formulário que é utilizado para documentar ou padronizar tarefas geralmente técnicas, especifica e operacionais. Faz a descrição ou ilustração de como fazer determinada tarefa dentro de um processo. Cada serviço/setor deve ter uma série de instruções de trabalho que alcance todos os procedimentos realizados na organização.

Não confunda Instrução de Trabalho com procedimentos, eles podem ter layouts e estruturas parecidas, mas cada um tem uma função diferente.

Dentro da hierarquia demonstrada na figura acima a Instrução de Trabalho vem logo após os procedimentos e a distinção entre eles se faz pelo seu uso:
?Instrução de trabalho (IT): é usada em atividades produtivas, operacionais, sua principal característica é um padrão técnico.? Exemplos: Validação de novos Produtos/Seleção de candidatos/Armazenagem de estoque.
?Procedimento: descreve regras, informações mais detalhadas para o gerenciamento do sistema da qualidade.?Exemplos: Controle de Documentos,Ação Preventiva,Auditoria Interna.

Estrutura /Layout recomendável:

  • Logotipo da Empresa
  •  Título da Instrução de trabalho
  •  Código da Instrução de Trabalho
  •  Nome do responsável pela elaboração e aprovação
  •  Data da emissão
  •  Número da revisão
  •  Número total de páginas da Instrução de Trabalho
  •  Conteúdo
  •  Registros quando necessário
  •  Anexos quando necessário

Sobre o conteúdo:

Ao descrever uma Instrução de Trabalho (IT) devemos sempre nos lembrar de que será um documento que descreverá a execução de uma determinada atividade, portanto deverá ser descrito no seu passo a passo para que qualquer colaborador ao executar tal atividade descrita consiga obter resultados esperados pela mesma.

Podemos utilizar de algumas ferramentas para descrever o conteúdo tais como:

  •  Fluxogramas
  •  Modelos
  •  Notas Técnicas
  •  Manuais de instrução de Equipamentos
  •  Fotografias
  •  Lista de Verificação
  •  Check List

Algumas dicas para Elaborar Instrução de Trabalho:

  •  Avalie e teste todas as amostras de formulários de Instrução de Trabalho e padronize aquele que melhor se encaixe com as necessidades da empresa.
  •  Envolva toda a equipe na descrição das rotinas, nada melhor que o operacional para descrever como é feito o operacional.
  •  Seguir de forma crítica um passo a passo, pois a mesma será documento padronizado para execução de atividades e conteúdo para treinamentos.
  •  Utilizar de recursos didáticos para descrição do passo a passo fazendo com que o conteúdo fique bem objetivo.
  •  A segurança para execução das atividades é fundamental, para tanto se faz necessário que a Instrução de Trabalho contemple os EPIs (Equipamento de Proteção Individual) para execução das atividades de modo a prevenir acidentes.
  •  Uma Instrução de trabalho deve orientar o uso de recursos necessários para a realização da atividade, depois de identificados os recursos podemos orientar o uso correto de instrumentos, equipamentos etc.
  •  A distribuição das cópias destes documentos devem ser controladas.
  •  As instruções de Trabalho devem estar sempre disponíveis dentro do setor.
  •  As instruções de Trabalho devem ser revisadas sempre houver alguma alteração ou mudança ao executar a rotina, ou caso não haja fazer revisão anualmente.
  •  Evite usar termos técnicos ou muitas abreviações, se usar mantenha uma tabela de orientação com o significado de cada um.
  •  Nunca utilize o nome do colaborador como executar e sim cargo/função.

Vantagens em descrever Instruções de Trabalho:

Além de manter e unificar o conhecimento de tal processo aumenta o nível de segurança, facilita o mapeamento e análise da tarefa por pessoa e colaboradores que desconhecem o processo. Quem nunca se viu em maus lençóis com a demissão de um colaborador que era retentor de informações e rotinas que estavam centralizadas nesta pessoa? E agora o que fazer? Com a descrição das Instruções de trabalho isto não acontece mais.

Com a busca da melhoria continua as organizações cada vez mais buscam selos de qualidade e Acreditação de seus serviços, a Instrução de trabalho se torna o documento oficial, que evidencia que o processo executado atende o esperado, é item imprescindível para busca da Qualidade na Gestão.

Padronizar atividades = redução de retrabalho = aumento de eficiência.

Faça você também a descrição das Instruções de trabalho de sua empresa/setor. Padronize com eficiência.

Bom Trabalho!

 

Referências:

MIRANDA ,Wilson.E-Book.Como Elaborar Instruções de Trabalho ISO 9001:2008 .EBOOK 2008.

JEFFREY H. HOOPER. A Abordagem de Processo na nova ISO 9001. QSP, 2002.

 

Aprenda como ser mais eficiente no post Desmembrando os 8 princípios da Qualidade.

Autor

Comentários

Posts Relacionados

← Post mais recente
Planejamento Agregado