Sistemas de gestão

O que é o MPS-BR?

MPS BR Qualidade
Imprimir artigo

O MPS-BR ou Melhoria de Processos do Software Brasileiro, é um modelo de qualidade de processo criado em 2003 pela Softex (Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro) para melhorar a capacidade de desenvolvimento de software nas empresas brasileiras.

Para a definição do MPS-BR levou em consideração normas e modelos internacionalmente reconhecidos como CMMI (Capability Maturity Model Integration), e nas normas ISO/IEC 12207 e ISO/IEC 15504 e na realidade do mercado brasileiro de software.

Os níveis de maturidade no modelo MPS-BR estabelecem patamares de evolução dos processos. O nível de maturidade em que se encontra uma organização permite prever o seu desempenho futuro ao executar um ou mais processos. O modelo define sete níveis de maturidade: A (Em Otimização), B (Gerenciado Quantitativamente), C (Definido), D (Largamente Definido), E (Parcialmente Definido), F (Gerenciado) e G (Parcialmente Gerenciado), sendo o nível G o primeiro a ser implementado e o nível A o nível máximo que a empresa poderá atingir.

A implementação do MPS-BR exige a aplicação de vários processos referentes ao produto de software. Para alcançarmos o nível F precisamos implementar os seguintes processo:

 

  • Gerência de Requisitos (Evolução do nível G) – O propósito do processo gerência de Requisitos é gerenciar os requisitos do produto e dos componentes do produto do projeto e identificar inconsistências entre os requisitos, os planos do projeto e os produtos de trabalho do projeto;
  • Gerência de Projetos (Evolução do nível G) ? O propósito do processo gerência de Projetos é estabelecer e manter planos que definem as atividades, recursos e responsabilidades do projeto, bem como prover informações sobre o andamento do projeto que permitam a realização de correções quando houver desvios significativos no desempenho do projeto;
  • Gerência de Portfólio (Opcional) ? o propósito desse processo é iniciar e manter projetos que sejam necessários, suficientes e sustentáveis, de forma a atender os objetivos estratégicos da organização, é dispensável para empresas que tem apenas um produto e não tem a necessidade de gerenciar vários projetos diferentes ao mesmo tempo;
  • Gerência de Aquisição (Opcional) ? o propósito desse processo é gerenciar a aquisição de produtos que satisfaçam às necessidades expressas pelo adquirente, é opcional para empresas que não necessitam adquirir produtos a parte;
  • Gerência de Configuração ? tem o propósito de estabelecer e manter a integridade de todos os produtos de trabalho de um processo ou projeto e disponibilizá-lo a todos os envolvidos;
  • Gerência de Medição ? tem o propósito de coletar, armazenar, analisar e relatar os dados relativos aos produtos desenvolvidos e aos processos implementados na organização e em seus projetos, de forma a apoiar os objetivos organizacionais;
  • Gerência da Qualidade ? o propósito desse processo é assegurar que os produtos de trabalho e a execução dos processos estão em conformidades com os planos e recursos definidos.

 

A implantação do modelo MPS-BR tem como principal benefício o melhoramento na qualidade dos produtos aumentando assim a competitividade da empresa em relação aos outros produtos da mesma linha de mercado.

Autor

Comentários

Posts Relacionados

gestao da qualidade
← Post mais recente
A Evolução do Sistema de Gestão da Qualidade