Blog da Qualidade

webinar ocorrências

Engajamento de pessoas como peça-chave para SGQ

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Andrea

Andrea

+ posts

Coordenadora na área de Logística e Suprimento, atuei como RD em vários segmentos, o que me ajudou a entender um pouco mais sobre os objetivos da qualidade. Formada em Logística pela UNIP em São Paulo e autora do Blog Diabetes Tipo 1, e agora?, onde divulgo um pouquinho da minha experiência como mãe que convive com a doença. Você poderá me encontrar também no Linkedin e Google+.

A nova versão da norma ABNT NBR ISO 10018:2022 veio com uma nova roupagem , passou de “envolvimento” para “engajamento de pessoas”. Nesse artigo vou usar a palavra organização para referir a laboratório, uma vez que o seu laboratório é ou faz parte de uma organização.

Engajamento de pessoas como compromisso emocional

Independentemente do tipo, todas as organizações têm em comum a característica de só se constituir se tiver um grupo de seres humanos envolvidos. Por que a alteração do termo de envolvimento para engajamento de pessoas se fez necessário? Em um contexto geral, o engajamento de pessoas é um compromisso emocional que elas têm com a organização.

“O compromisso emocional é fazer o que faz sentido e tem coerência para você. É essa conexão que move a vida, chamada: Propósito” (Andreia Maia)

Mas o que isso quer dizer? Quer dizer que as pessoas precisam saber o seu papel na organização, ter propósito no que fazem. Ter a conexão com o propósito da organização gera uma preocupação natural com o trabalho realizado pelo colaborador, gerando sentido e coerência. O engajamento das pessoas não é algo natural, às vezes acontece, mas na maioria das vezes é construído por meio da cultura organizacional.

O que é cultura? A cultura é um hábito que precisa ser alimentado por ações, pois são essas ações que viram exemplos. Para que haja uma cultura sedimentada é necessário ter um líder a fim de engajar as pessoas. Segundo Hunter (2004), “Exercer influência sobre os outros, que é a verdadeira liderança, está disponível para todos, mas requer uma enorme doação pessoal”

Logo, um líder precisa ter habilidades necessárias para adquirir essa capacidade. Os líderes têm o seu papel no engajamento das pessoas enquanto os gestores organizam, dirigem e controlam recursos para alcançar os resultados.

Alguns atributos de líderes eficazes:

Comunicação – pessoas sem informações precisas não podem agir responsavelmente. Por isso, a importância de uma comunicação clara e acessível;
Paixão – a paixão pelo trabalho pode estar atrelado ao propósito, fazendo sentido o seu trabalho, é possível envolver pessoas e atender aos objetivos;
Compromisso com os outros – uma vez que há transparência nas relações, o grau de comprometimento aumenta, eleva o nível de confiança e as pessoas se sentem parte do processo;
Formação de equipe – trabalhar juntos traz energia, ideias e novas soluções para qualquer tarefa, mas em contrapartida é preciso especificar os limites e o foco deve voltar-se à cooperação entre os membros da equipe;
Determinação – um líder é aquele que toma decisões rápidas e conhece a sua equipe a ponto de saber quem faz o que melhor, de forma que atenda com perfeição.
O engajamento de pessoas requer planejamento e estratégia, é preciso conhecer sua organização, saber a visão, missão e seus objetivos estratégicos.

Com o objetivo estratégico implementados é preciso saber se está acontecendo conforme planejado. Mas como saber?

É preciso medir, caso contrário não tem gestão. Além de acompanhar o andamento do que foi planejado, é necessário conhecer as suas forças, oportunidades, fraquezas e ameaças, a ferramenta que pode ser utilizada para isso é a Matriz de SWOT ou FOFA para os mais íntimos.

Uma vez que o planejamento está em andamento os benefícios são visíveis e as pessoas passam a contribuir com soluções de problemas e propostas de melhorias; as pessoas se sentem parte do processo se responsabilizando por suas atribuições e consequentemente aumenta a interação entre os níveis hierárquicos e clientes.

Trabalhe o engajamento de pessoas

Pessoas felizes produzem mais e isso é fato!

A organização é composta de pessoas, por isso, conhecer a sua equipe e conscientizá-la de seu papel, dar treinamento e desenvolvimento baseado na gestão de competências, valorizar o aprendizado e não o erro, são ações lucrativas e valiosas, isso não é ser romântico, nem assistencialista, mas sim ser competitivo e com foco em gerar resultados duradouros.

Quer saber mais sobre como engajar pessoas na prática seguindo a ISO 10018? Baixe nosso e-book gratuitamente e saiba tudo sobre a nova norma ABNT NBR ISO 10018:2022 – Gestão da qualidade – Orientação para o engajamento de pessoas

Com essas práticas é possível engajar seu pessoal de forma sustentável e pronto para qualquer desafio desse mercado incerto e ambíguo.

Clique aqui e Baixe o E-book

Idealizado por Forlogic | www.forlogic.net
Conheça nossos softwares para Gestão da Qualidade https://qualiex.com

 

Sobre o autor (a)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Blog da Qualidade

Artigos relacionados

ocorrênias 500x800

deixou de acompanhar as ações de
um projeto e ATRASOU a entrega?

O Qualitfy pode ajudar