Blog da Qualidade

webinar ocorrências

A relação da qualidade com inspeções e fornecedores – Qualicast ep. 95

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Juliana Geremias

Juliana Geremias

+ posts

Graduada em Administração de Empresas e MBA em Gestão da Qualidade
"Qualidade é o resultado de um ambiente cultural cuidadosamente construído. Tem que ser o tecido da organização, não parte do tecido." Phil Crosby

No episódio #95, Princípios de Deming: A relação da Qualidade com inspeções e fornecedores, nossos qualicasters Jeison Arenhart e Monise Carla falaram tudo que o ouvinte precisa saber sobre o 3º e 4º princípios de Deming:

3° Princípio: Não dependa da inspeção para garantir a qualidade.

4° Princípio: Pare com a prática de aprovar orçamentos com base no preço, avance no sentido de ter menos fornecedores, mas com relacionamentos verdadeiros, baseados em confiança e lealdade.

3º princípio: Não dependa da inspeção para garantir qualidade

Saiba o porque que a inspeção não garante a qualidade:

  • A inspeção não produz qualidade.
  • A inspeção atua na contenção da insatisfação do cliente.
  • A inspeção não traz o mesmo benefício que a qualidade: salvar o recurso financeiro da empresa
  • A inspeção apenas encontra a não qualidade e cria barreira para que o cliente não seja impactado.

Para que serve a inspeção se ela não garante a qualidade?

  • A inspeção encontra os “gaps” do processo para então poder melhorá-los.
  • A inspeção serve que possamos entender o processo e a partir disso melhorar a qualidade do processo.

Onde deve estar o foco para garantir a qualidade?

  • Para garantir a qualidade o foco deve estar em estabilizar o processo.

Como atuar para garantir a qualidade?

  • Fazer certo da primeira vez garante mais qualidade do que a inspeção.

4º princípio: Abandone a prática de escolher fornecedores com base apenas no preço

Você deve estar se perguntando “Por que abandonar essa prática?”

E a resposta é simples! – Porque é importante que a relação com o fornecedor seja semelhante à relação com colaborador, ou seja, uma relação que nasce para ser duradoura e baseada na confiança; diferente de uma relação meramente transacional.

Qual a real função do departamento de compras?

  • Entender o custo total do fornecedor e não a proposta mais barata.
  • Entender qual proposta vai gerar mais valor lá na ponta do processo.

Por que ter um único fornecedor?

  • Para criar uma relação em que o fornecedor esteja disposto a se desenvolver, conhecer o negócio e contribuir com seu conhecimento especializado e atuar como uma parte muito importante do negócio.
  • Criar uma relação de longo prazo.

Como estabelecer uma relação entre organização e fornecedor?

  • Entender que o fornecedor é parte do negócio.
  • Buscar fornecedor que esteja disposto a se desenvolver.
  • Considerar que o fornecedor pode atuar como se fosse um colaborador e utilizá-lo de forma estratégica.
  • Criar uma relação de valor e não uma relação transacional.
  • Criar uma relação de confiança.

“Responsabilidade dividida significa que ninguém é responsável”.

(William Edwards Deming)

Ouça o episódio na Íntegra

Idealizado por Forlogic | www.forlogic.net
Saiba mais sobre qualidade em http://ferramentasdaqualidade.org/
Conheça nosso software para Gestão da Qualidade https://qualiex.com

Sobre o autor (a)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Blog da Qualidade

Artigos relacionados

ocorrênias 500x800

deixou de acompanhar as ações de
um projeto e ATRASOU a entrega?

O Qualitfy pode ajudar