Blog da Qualidade

Caminho para Implantação da ISO 9001 – Parte 2

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Jeison

Jeison

Sou co-fundador da ForLogic Software, hoje atuo com gente, cultura e gestão. Sou um dos criadores do Qualiex, do Qualicast (o 1º Podcast nacional focado em qualidade), criador do Blog da Qualidade (o maior blog sobre Qualidade do Brasil). Mestre em Engenharia da Produção pela UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), auditor líder formado com orgulho pela ATSGna ISO9001 e 22000, pai, empreendedor, e um inconformado de plantão!
Acredito na responsabilidade do indivíduo, no poder da qualidade e que podemos fazer diferente. Me acompanhe no Linkedin e no Instagram.

Seguindo a ideia apresentada no primeiro post desta série de relatar as etapas de implantação do sistema de gestão da ISO 9001, hoje apresentarei o resultado da nossa última reunião, que trouxe muitas novidades!
A primeira novidade que podemos destacar é que as (brigas) discussões começaram! E isso deve ser encarado com muito otimismo e bom senso, uma vez que o importante não é estar certo ou errado, e sim encontrar o melhor caminho, que deve estar alinhado invariavelmente com os objetivos da organização, e é claro, com os objetivos da qualidade.
Falando em objetivos da qualidade, definimos quais são “os nossos objetivos da qualidade”, e neste ponto tivemos várias evoluções interessantes. Outro ponto a destacar é que conseguimos fechar a definição da “política da qualidade” que vamos empregar, e fizemos isso com base nos nossos valores, missão e visão. Isso nos deu certa tranquilidade, uma vez que não estamos inventando nada, apenas definindo o exigido pela norma com base no nosso jeito! É importante ressaltar que para implantação da ISO 9001 precisamos ter a política da qualidade definida, assim como os objetivos.
Tivemos ainda uma série de debates sobre formas de trabalho, estratégias de registro e documentação além das ferramentas que iremos utilizar em um primeiro momento. Trabalhamos com uma suíte de ferramentas para gestão da qualidade e excelência, mas além de saber qual ferramenta usar (e isso já sabemos) nós precisávamos definir como nós vamos utilizar essas ferramentas e como elas vão se encaixar no nosso dia a dia.
Outro ponto positivo dessa reunião foi que ficamos com nossas primeiras “tarefas de casa”, que constituem em iniciar o manual da qualidade e esboçar o procedimento de gestão de documentos e registros.
O resumo da reunião foi que teremos muito trabalho, mas que sem dúvidas, o esforço valerá a pena. Em breve, conforme o prometido, publicaremos os próximos passos da nossa saga rumo a implantação e certificação do sistema de gestão!

Sobre o autor (a)

7 comentários em “Caminho para Implantação da ISO 9001 – Parte 2”

  1. Amarildo lemos

    Boa tarde,

    Vocês devem ter MUITO CUIDADO! pois a ISO se não for adequadamente entendida e compreendida poderá não agregar valor aos seus processos de gestão.

    Implementar por implementar apenas para ter um CERTIFICADO PREGADO na PAREDE não vale o esforço e investimento.

    Exemplo: Vocês já iniciaram o MANUAL DA QUALIDADE e na prática este deve ser o último documento a ser criado! Ao elaborar os procedimentos, Instruções e registros é RECOMENDÁVEL mapear os processos de forma a PADRONIZAR aquilo que realmente é necessário e se possível melhorar as práticas de gestão, controle, fabricação, medição análise e melhoria.

    Cuidado especial na definição dos objetivos da qualidade, suas metas e coleta da dados.

    Sucesso na implementação.

    Amarildo lemos

    1. Bom dia Amarildo, tudo bem?

      Eu agradeço muito pela sua dica, e entender a ISO é algo que estamos fazendo já a algum tempo, e tenho certeza que vamos levar mais algum tempo ainda rs… mas você está certo.

      Sobre o manual da qualidade, por enquanto estamos ó olhando o conteúdo e anotando alguns “insigts” possivelmente será fechado mesmo daqui algum tempo.

      Sobre os procedimentos, eu citei no primeiro post, nós já temos todos eles mapeados, já atuamos com essa política de documentar e mapear os nossos processos..

      por fim, uma frase que eu uso sempre quando estamos discutindo o assunto:
      “Eu troco qualquer certificado, por um processo melhor e traga mais resultados”.

      A empresa existe para gerar resultados, a ISO (ou qualquer outro sistema de gestão) deve ser um meio para isso.

      Agradeço pelo comentário, e peço que continue participando.
      um forte abraço,

      1. Flavia Braz

        Boa tarde,

        Nossa vcs não fazem ideia de como as informações postadas por vcs está me ajudando, estou no último semestre da faculdade Gestão da Qualidade, e recentemente fui contratada em uma empresa de pequeno porte, familiar, para a grande missão de implantar a ISO 9001 e 17025, mas estou no zero e vcs me ajudaram muito, pois tenho dificuldades de planejamento, quero fazer tudo de uma vez só rsrsrsr.

        Obrigada pelas dicas

        1. Flavia boa tarde! Não desista, e trabalhe sempre pela melhoria, o certificado vem! A 17025, é bem específica, mas quando bem implantada faz toda a diferença para laboratórios.

          Bom trabalho aí, e fico feliz que você esteja gostando!
          um forte abraço,

  2. Simone Malafaia

    O que mais tenho visto é uma ISO apenas na parede, resultado de uma burocratização de procedimentos, observe bem que existem pontos da norma que são recomendáveis e que devem ser utilizados se necessários dentro do contexto de sua Organização, para que realmente o Sistema possa ser funcional e verdadeiro, pois assim sendo gera uma integração visível e melhoria.

    Sucesso !!!!

    Simone Malafaia.
    Analista de Sistema de Gestão de Qualidade.
    ISO 9001, 14001, 18001, TS 16949.

    1. Bom dia Simone,

      muito obrigado pela dica. E um dos pontos que estamos tomando muito cuidado aqui é não criar controles que não fazem sentido para o nosso negócio. O que buscamos realmente é melhorar nossos resultados!

      Fique a vontade para comentar, um forte abraço.

  3. Boa Tarde Amarildo,
    Fico feliz que mesmo eu não tendo me expressado corretamente você pode entender o que quis dizer, na verdade não quis passar que procedimentos deveriam ser suprimidos ou ignorados, mas para tomar cuidados com criação de formulários desnecessários tornando o sistema ineficaz, uso como ex. uma empresa com 2 sócios onde apenas os mesmos efetuam compras e haviam 8 formulários para se efetuar uma compra, que é claro, só eram preenchido em véspera de auditoria para se manter o Certificado. Me desculpe por ter me expressado mal, estou nova na área, cursando faculdade e tentei passar um pouquinho do que tenho vivido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog da Qualidade

Artigos relacionados