Ferramentas da qualidade

Folha de verificação

Desenho de uma folha de verificação sendo executada em um tablet.
Imprimir artigo

A Folha de Verificação é uma ferramenta utilizada para coletar dados, geralmente, em tempo real. Com ela, é possível coletar, organizar e até mesmo apresentar os resultados de várias coletas. Dessa forma, é mais simples analisar as variações de um processo por exemplo.

Por sua simplicidade, é considerada a mais simples das 7 Ferramentas das Qualidade. Pois pode ser executada em formato de quadro, tabela ou planilha, o que torna a coleta de dados mais flexível. Além disso, a Folha de verificação também ajuda a poupar tempo, eliminando o retrabalho de coletar dados em fontes descentralizadas.

Como funciona uma Folha de verificação?

Para exemplificar, imagine que queremos analisar a quantidade de defeitos na pintura de automóveis. Então, criamos uma tabela com os dados que queremos coletar. Imagine que existem 5 peças pintadas individualmente: portas, carroceria, capô, para-choque dianteiro e para-choque traseiro. Por fim, imagine também que vamos analisar 5 dias de produção.

A folha de verificação ficaria mais ou menos assim:

PeçaSegundaTerçaQuartaQuintaSextaTotal
Portas
Capô
Carroceria
Para-choque dianteiro
Para-choque traseiro

Feita a tabela com os dados que você quer coletar, o próximo passo é, então, pedir para o colaborador que faz a inspeção das peças formalizar os defeitos nela. Para isso, podem ser usados números para fazer essas coletas ou, para facilitar, apenas marcar com alguns risquinhos cada vez que houve um defeito em uma peça. Dessa forma, a tabela ficaria mais ou menos assim:

PeçaSegundaTerçaQuartaQuintaSextaTotal
Portas///////////////////19
Capô////// 6
Carroceria////////// 10
Para-choque dianteiro ////// 6
Para-choque traseiro / ///// /// 9

Como analisar a Folha de verificação?

Perceba que agora você tem um registro de como a produção se comportou dia a dia. Portanto, tem evidências de que as peças que mais apresentam defeito de pintura são as portas e a carroceria.

Além disso, conseguimos perceber que a maioria das peças apresentam certa estabilidade de defeitos, variando pouco durante a semana. O que não ocorre, entretanto, quando analisamos os defeitos de pintura nas portas, que aumentaram muito durante o mesmo período.

Com essa análise, temos um norte para seguir. Podemos, por exemplo, atuar inicialmente para resolver os problemas do processo que causam os defeitos nas pinturas das portas, haja vista que o maior volume de peças defeituosas está nelas.

Utilize informações importantes para o seu contexto

Meu exemplo foi bastante simples, mas é possível fazer análises muito mais complexas utilizando a Folha de Verificação. Se eu quisesse, por exemplo, poderia adicionar a ela as cores das pinturas. Assim, além de saber qual peça apresenta mais defeitos, saberia também quais cores mais dão problema.

Analisando assim, talvez fosse possível identificar problemas com fornecedores de tintas ou até mesmo com como o processo trabalha cores específicas de pintura. Assim, resolvendo o problema das peças mais defeituosas, talvez fosse possível eliminar o mesmo problema em outras peças.

Procure elaborar sua Folha de Verificação com dados que realmente irão trazer bons frutos à sua análise. Alguns profissionais utilizam combinações de letras, números e sinais gráficos. Dessa forma, o nível de detalhamento dos problemas ou situações analisadas aumenta e é possível chegar a melhores conclusões.

Mais informações sobre Folha de verificação

Nós temos um site destinado a ensinar as pessoas a utilizar os principais Ferramentas da Qualidade existentes. Lá você vai encontrar muito mais informações importantes sobre essa ferramenta (Folha de verificação), assim como de um passo a passo para colocá-la em execução.

Então, acesse o site e aprenda mais sobre Folha de verificação e, é claro, sobre Qualidade! Basta clicar no botão abaixo:

Aprender mais sobre Folha de Verificação

Gestão baseada em fatos e dados

Existem centenas, talvez milhares de decisões importantes a serem tomadas na sua empresa nesse exato momento. Do mesmo modo, toda decisão sofre muitas influências dentro da organização: pressão de clientes, fornecedores e gestores; fatores pessoais e subjetivos, etc.

Dessa forma, a única maneira de realmente decidir o que é certo a ser feito é por meio da análise de dados. Analisando os números, saberemos de forma mais concreta onde estão os problemas e como eles estão afetando a empresa. Isso de forma conclusiva, analítica, sem achismos ou chutes. Diante desse contexto, a folha de verificação passa a ser, então, uma ferramenta excelente para formalizar dados, coletar informações e facilitar análises!

Gostou do artigo? Então conta pra gente como você utiliza as Folhas de Verificação aí na sua empresa, é só deixar nos comentários! 😉

REFERÊNCIA

PEINADO, Jurandir; GRAEML, Alexandre Reis. Administração da produção: operações industriais e serviços. Curitiba: UnicenP, 2007.

*Este artigo foi publicado originalmente em 13 de agosto de 2012

Autores

Comentários

Posts Relacionados

Imagem de uma placa de acidente nuclear, simbolizando a gestão de riscos e a importância de um bom Plano de Contingência.
← Post mais recente
O Plano de Contingência e a Gestão de Riscos