Blog da Qualidade

A importância da gestão por indicadores para o sucesso econômico da sua empresa

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Ricardo Tocha

Ricardo Tocha

Ricardo Tocha tem 17 anos de experiência prática com internet e muitas cartas na manga. Atualmente usa tudo que aprendeu sobre marketing online para construir seus próprios negócios online. Também presta consultoria estratégica e técnica para empresários e profissionais de marketing e vendas cansados de investir em ações fragmentadas.

O que não pode ser medido não pode ser melhorado.

Na Templum, empresa onde trabalho, essa frase é falada todos os dias. Para cada ação que impacte o nosso faturamento ou a satisfação do cliente, nós criamos um indicador. Monitorar o indicador nos permite saber se o que estamos fazendo está funcionando ou não, e assim, fazer as correções necessárias antes da vaca ir para o brejo.

Quero mostrar dois vídeos que ilustram muito bem a importância dos indicadores.
Olha como era o pitstop da Fórmula 1 nos anos 70.


Note que no final do vídeo o gerente da equipe diz, ‘nós perdemos 53 segundos’.
Se você gosta de Fórmula 1 você já sabe o quanto esse processo foi melhorado. Mesmo assim eu vou mostrar o pitstop feito em 2013:

2 segundos! Essa evolução só foi possível monitorando o impacto em milésimos de segundos, de cada alteração testada no processo de troca de pneus nos últimos 43 anos.

Administrar uma empresa sem indicadores é como dirigir um carro sem painel.

Sem os indicadores de velocidade, temperatura do motor, quantidade de combustível, você pode até chegar ao seu destino, mas é uma questão de sorte.

Parece óbvio, mas não é o que acontece nas pequenas empresas. O pequeno empresário ainda toma decisões sem se apoiar em fatos reais. E, como dirige o carro sem painel, ele muitas vezes consegue chegar lá, usando seu feeling para manter o negócio vivo. Mas a que custo?

O mundo da gestão já provou através de centenas de experiências práticas que a profissionalização da gestão passa pela implementação de indicadores de desempenho.

Esses indicadores vão variar de empresa para empresa. Uma indústria que fabrica salgadinhos em escala industrial, por exemplo, vai medir sua produtividade, monitorando a quantidade de salgadinhos produzidos por tonelada de farinha.

Só que entre o recebimento da farinha e a entrega do salgadinho pronto, existem várias operações que influenciam esse resultado. O ideal é estabelecer indicadores ao longo do caminho para descobrir os pontos que podem ser melhorados para otimizar o processo e aumentar o lucro.

E-book indicadores 2023

Resumindo, bater uma meta SEM monitorar indicadores é uma questão de SORTE. É como uma aposta, as vezes você ganha, as vezes você perde. É isso que você quer para o futuro da sua empresa?

Ainda temos muito que conversar a respeito de indicadores, mas vou deixar isso para outros artigos.

Para encerrar eu gostaria de lembrá-lo que os indicadores são para o administrador o que a serra é para o carpinteiro: ferramentas de trabalho. Sistemas de gestão, como ISO 9001, são a caixa de ferramentas do administrador de grandes e pequenas empresas. Quando estiver pronto para ganhar mais dinheiro com a ISO 9001, fale com a Templum. Um bom software para gestão da qualidade também ajuda.

Sobre o autor (a)

11 comentários em “A importância da gestão por indicadores para o sucesso econômico da sua empresa”

  1. Neste momento estou enfrentando exatamente esta dificuldade, não consigo analisar os indicadores de nossa gestão. Como processar, analisar, chegar em consenso e afins. Pena é a informação é apenas básica, preciso de luz de como começar;

  2. Samuel Augusto da Silva

    Bom dia a todos,
    Para uma gestão eficiente de indicadores na visão da Qualidade (ISO) deve se avaliar no primeiro momento em qual esfera vamos avaliar: Planejamento estratégico Ex: Produção, Qualidade, Ambiental, Clientes, Recursos Humanos e Segurança ou em outra camada dos interesses da Organização.
    De uma forma simples na definição do Mapeamento dos processos deve se criar um indicador de forma mensurável e também ações para garantir que o processo seja avaliado visando a melhoria contínua.
    Na criação dos indicadores deve ter bem definido o objetivo do indicador, a meta e a fórmula de apuração, desta forma todos irão visualizar de onde nasce os resultados de todas as operações.

  3. Sem dúvida alguma Deming era um excelente profissional e pensador. A sua frase “O que não é medido não é gerenciado” é mais profunda do que muitos pensam. Para criar e desenvolver indicadores para medir às necessidades da empresa não se compra “enlatados”. O ideal é que atendam a cada empesa e caso. Como disse Ricardo: se sua empresa necessitar converse comigo sem compromisso. http://www.profantomarmarins.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog da Qualidade

Artigos relacionados