Blog da Qualidade

O que é B.I.A. (Business Impact Analysis)?

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Arthur Orcioli

Arthur Orcioli

O gerenciamento de riscos é uma prática essencial para garantir a sobrevivência e o sucesso das organizações.  Trata-se de um processo sistemático e contínuo de identificação, avaliação e tratamento dos riscos que podem afetar as operações de uma empresa.

Neste post apresentaremos uma ferramenta de gerenciamento de riscos que te ajudará identificar processos críticos e avaliar impactos, o B.I.A (Business Impact Analysis).

O que é B.I.A (Business Impact Analysis)?

BIA é uma técnica essencial para a gestão de riscos e para a continuidade dos negócios de uma organização.

Ela permite à organização identificar seus processos críticos e avaliar os impactos de possíveis interrupções neles. Além disso, contribui para definir medidas de continuidade, permitindo à organização responder de maneira rápida e eficaz a eventos que possam interromper suas operações.

O objetivo principal da B.I.A. é fornecer informações e insights para ajudar as empresas a tomar decisões mais informadas baseadas em análise de dados.

Qual a diferença do B.IA. com a gestão de riscos?

A gestão de riscos visa identificar, avaliar, gerenciar e monitorar os riscos organizacionais, abrangendo tanto sua totalidade quanto partes específicas. Essa prática tem como objetivo prever, avaliar e controlar ameaças e impactos potenciais, visando minimizar perdas e assegurar a continuidade dos processos da organização.

Trata-se de uma abordagem proativa e preventiva que visa minimizar a possibilidade de ocorrência de eventos adversos que possam afetar a organização.

Por outro lado, o B.I.A., ou Análise de Impacto nos Negócios, visa identificar e avaliar os impactos de eventos adversos nos processos críticos da organização.

Além disso, ajuda a identificar as atividades essenciais que devem ser mantidas para assegurar a continuidade do negócio durante interrupções. Enfim, essas informações, ajudam a definir as estratégias e os planos de contingência necessários para minimizar os impactos negativos dos eventos adversos identificados.

Gestão de riscos ou B.I.A.: qual é mais importante?

Ambos são importantes no processo de gestão de continuidade de negócios.

A gestão de riscos ajuda a prever e minimizar os riscos, enquanto o BIA ajuda a definir as estratégias de contingência necessárias para manter a continuidade do negócio em caso de interrupções.

Como aplicar o B.I.A?

Para desenvolver um plano de continuidade de negócios (PCN) e preparar a organização a responder possíveis eventos que possam interromper suas operações, seguimos os seguintes passos:

  1. Identificação de processos críticos: identifique os processos que são essenciais para sua operação e que, se interrompidos, teriam um impacto significativo nas atividades da empresa.
  2. Avaliação dos impactos: Avalie os impactos que uma interrupção desses processos pode causar na organização. Identifique os riscos associados a cada processo, como a perda de receita, a perda de clientes, a perda de dados, entre outros.
  3. Definição de medidas de continuidade: Com base na avaliação dos impactos, defina medidas de continuidade de negócios que permitam responder de forma rápida e eficaz a uma interrupção nos processos críticos.
  4. Desenvolvimento do plano de continuidade de negócios: A última etapa da BIA é o desenvolvimento do plano de continuidade de negócios (PCN), que deve ser um documento detalhado que contenha todas as medidas definidas na análise. O PCN deve ser atualizado regularmente e testado periodicamente para garantir que esteja atualizado e eficaz.

A gestão de riscos em outro nível

Ao adotar uma abordagem estratégica para a gestão de riscos, a empresa pode identificar, avaliar e gerenciar os riscos que afetam seus negócios, garantindo que seus processos sejam mais seguros e confiáveis.

Isso pode contribuir para a redução de custos, uma vez que a empresa estará preparada para evitar perdas financeiras e minimizar impactos negativos que possam ocorrer em decorrência de riscos identificados.

O B.I.A. agrega valor na gestão de riscos ao permitir que a organização entenda a relação entre seus processos, recursos e riscos, identifique seus processos críticos.

Além disso, direciona para que a empresa priorize seus recursos, desenvolva planos de contingência eficazes e teste e revise regularmente esses planos.

Qualiex: O melhor Software para a Gestão da Qualidade!

Gostou das dicas sobre a B.I.A (Business Impact Analysis)? Com a ajuda do Qualiex você consegue fazer uma gestão sistêmica e profissional dos processos em sua empresa. Além disso, elimine planilhas, ganhe tempo, garanta a conformidade com os requisitos aplicáveis e foque seus recursos no que realmente importa.

E tem mais: Se você é pequena empresa pode contar com a tecnologia Qualiex disponível sob medida para sua organização. O Qualitfy é perfeito para encaixar no orçamento de sua pequena empresa e fazer ela conquistar os resultados que busca.

Além de sermos o melhor software para gestão da qualidade, também oferecemos cursos ministrados por especialistas em gestão, qualidade e excelência através da Saber Gestão. Por isso, não perca mais tempo, entre em contato conosco!

Sobre o autor (a)

1 comentário em “O que é B.I.A. (Business Impact Analysis)?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog da Qualidade

Artigos relacionados