Blog da Qualidade

Por que dar atenção ao Endomarketing!

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Luiza Dabronzo

Luiza Dabronzo

Graduada em Gestão de Empresas e recém-apaixonada por Marketing e Comunicação. Entusiasta de músicas intensas, textos autênticos, imagens criativas e conversas de bar. Me encontre no LinkedIn!

Quando falamos em mundo corporativo, falamos em atendimento ao cliente. De uma forma ou de outra, seja em um hotel ou dentro de um departamento de TI.

De início, a palavra cliente nos traz à cabeça a pessoa que vai consumir o nosso produto, o nosso serviço ou a nossa informação, ou, de maneira mais prática, “para quem devemos trabalhar”. O marketing já provou a sua importância nesse cenário. Mas, aparentemente, ainda temos uma visão muito restrita sobre quem devemos atingir!

Se pudéssemos colocar em uma árvore genealógica, o endomarketing surgiria de uma junção entre a área comercial e a área de recursos humanos. Ele basicamente se refere às práticas de comunicação que tem como alvo o ambiente interno de uma empresa, ou seja, todas as ações direcionadas aos próprios colaboradores. O prefixo “endo” vem do grego e significa “dentro”, e, por mais estranho que possa soar um marketing direcionado ao público interno, cada vez mais é necessário dar atenção a essa prática.

Os colaboradores também devem ser encarados como clientes. Clientes dos eventos internos, das campanhas, das informações inerentes à rotina da empresa, das conquistas alcançadas por ela.

O endomarketing precisa ultrapassar as barreiras arcaicas de ser utilizado apenas em casos de necessidades urgentes, como comunicar um problema estrutural que atinja a empresa momentaneamente. A relação da empresa com seus funcionários, acionistas e demais stakeholders internos também precisa ser construída a longo prazo, e essas iniciativas culminam diretamente na imagem que esse cliente (o colaborador) tem da empresa em que atua.

Algumas companhias ainda pecam em julgar o que seus colaboradores pensam como algo pouco relevante, e não fazem questão de considerar um investimento nessa área. Essa relação fria acaba por desmotivá-los, e ainda permite que formulem uma percepção negativa do local de trabalho. Por outro lado, uma empresa que preza pela satisfação de seus colaboradores promove um clima organizacional mais agradável, induz a um pensamento mais crítico e incentiva o engajamento; o que culmina em maior produtividade e qualidade do trabalho, e principalmente, transforma sua equipe em verdadeiros embaixadores da marca, compromissados com o seu negócio.

É necessário abandonar o espírito de revolução industrial, quando as empresas não tinham outro foco senão produzir a qualquer custo. Se o mercado está cada vez mais exigente com seus profissionais, vale lembrar que os profissionais acompanharam a mudança. A motivação é uma peça-chave para mantermos dentro da empresa pessoas competentes e de alto nível. E o endomarketing é um bom primeiro passo para isso.

Sobre o autor (a)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog da Qualidade

Artigos relacionados