Blog da Qualidade

A relevância da garantia da qualidade revelada em um dia perfeito na praia

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Aryana Martins

Aryana Martins

Sou apaixonada por Qualidade desde criança quando realizava “auditorias” e escrevia “relatórios”para os meus pais sobre o comportamento dos meus irmãos, rs… Iniciei minha trajetória na área de Informática, mas logo percebi que minha vocação não era aquela e decidi redefinir minha rota. Então me formei em Administração, fiz MBA em Gestão da Qualidade e me qualifiquei como Auditora Líder nas normas ISO 9001, 14001 e 45001. Atuo como Consultora Empresarial há mais de 15 anos e, através disso, consigo conciliar a minha missão pessoal com a profissional, ajudando pessoas e empresas a crescerem fazendo Gestão com Qualidade e, consequentemente, contribuindo para a construção de um mundo mais organizado, equilibrado e melhor para todos.

Neste artigo, quero explicar, de uma forma simples e diferente, o que é garantia da qualidade e porque, como sempre digo, a qualidade está em tudo.

Um dia incrível requer preparação

Mergulhar no azul piscina do mar de Pajuçara, deixar o céu bater no meu rosto…

Quem me conhece sabe que um dia na praia é como uma terapia para mim. Eu adoro as cores do ambiente, o cheiro de maresia, a sensação de sentir o vento batendo no meu rosto. Amo pisar descalça na areia, dar um mergulho na água quentinha do mar azul de Maceió. Isso me deixa feliz, revigorada e pronta para encarar qualquer coisa.

Imagino que, com essa introdução, você ficou pensando nas belezas da minha terra. Quem sabe até bateu aquela vontade de dar uma passadinha aqui nas próximas férias. Mas, preciso te dizer que não, este artigo não é sobre praia nem sobre o que há de bom em Alagoas.

Pegando o gancho, a garantia de qualidade é como uma maneira de assegurar que todas as minhas idas à praia serão perfeitas. Isso significa fazer algumas coisas antes de ir.

Eu posso olhar a previsão do tempo, consultar a tábua de marés e preparar um lanche gostoso para levar. Também posso convidar familiares, amigos e, quem sabe, até programar um passeio de barco ou um mergulho. Tudo isso para garantir que será um dia incrível.

Isso é pura e simplesmente a garantia da qualidade. Em outras palavras, seria um conjunto de regras e métodos que devemos cumprir para ter certeza de que tudo ficará excelente desde o início, sem erros.

E claro, isso deve ser aplicado no âmbito empresarial também. Afinal, o que mais os clientes esperam é receber um produto ou serviço adequado, sem defeitos e continuamente melhorado. A seguir, vamos explorar esse conceito e mostrar como ele pode ser aplicado em diversos setores. Vem comigo?

Prevenir é melhor do que remediar

Este bom e velho ditado popular resume perfeitamente a diferença entre dois termos comuns da área da gestão: o controle e a garantia da qualidade. Embora ambos tenham o mesmo objetivo final, que é melhorar a qualidade, eles se diferenciam no que diz respeito ao foco e aos métodos.

O controle da qualidade verifica os produtos prontos ou serviços entregues para encontrar defeitos. A garantia da qualidade, por outro lado, foca em prevenir estes defeitos desde a fase de planejamento.

Aqui no Blog da Qualidade temos artigos que explicam detalhadamente essa diferença.

Prevenir é realmente melhor do que remediar? A resposta, indubitavelmente, é sim.

A prevenção evita problemas no começo do projeto, por isso é mais eficiente, econômica e menos complicada do que a correção. Isso ajuda a otimizar tempo, recursos e esforços, garantindo resultados mais consistentes e de melhor qualidade.

Foco nos processos gera eficiência e garante a qualidade

Em primeiro lugar, devemos entender a importância da garantia da qualidade. Depois precisamos definir estratégias que garantam que os produtos ou serviços da empresa atendam aos padrões de qualidade desejados.

Aqui estão algumas etapas que podem ser cumpridas:

1. Definição de padrões de qualidade

Estabeleça de forma clara o que é considerado um produto ou serviço de qualidade para a sua empresa. Isso pode incluir especificações técnicas, critérios de desempenho e expectativas dos clientes.

2. Documente os processos

Documente detalhadamente todos os processos envolvidos na produção e entrega do seu produto ou serviço. Isso pode ser feito por meio de manuais, procedimentos ou fluxogramas.

3. Estabeleça controles

Implemente controles durante a execução dos processos para garantir que os padrões de qualidade sejam atendidos. Considere programar inspeções, testes, auditorias regulares, além de fazer a gestão dos riscos. Falaremos sobre esses métodos mais adiante.

4. Capacite a equipe

Garanta que a sua equipe esteja devidamente treinada e capacitada para seguir os processos e padrões de qualidade estabelecidos e invista nisso continuamente.

5. Analise os dados

Invista em ferramentas de coleta de dados para monitorar o desempenho dos processos e faça a análise destes dados para identificar áreas de melhoria.

6. Melhore sempre

Implemente um ciclo de melhoria contínua, como o PDCA, para identificar oportunidades de melhoria e fazer ajustes nos processos ou padrões de qualidade.

Métodos de controle são a bússola da garantia da qualidade

Entender que, metaforicamente, a garantia da qualidade precisa de uma bússola é assumir que existe a necessidade de controlar todas as etapas do processo produtivo. E, também, que este controle servirá de orientação e direção na tomada de decisões da empresa.

A seguir apresentarei três métodos de controle que podem ser implementados na sua gestão:

1.     Inspeção

Conceito: Inspecionar é estabelecer um método sistemático para avaliar e verificar produtos, serviços ou processos. Com isso, é possível determinar se eles atendem aos padrões de qualidade estabelecidos. Uma inspeção envolve a verificação física e pode ser realizada em diferentes estágios da produção e/ou antes da entrega ao cliente.

Importância: Esse método desempenha um papel crucial na garantia da qualidade. Ele ajudará a identificar defeitos, erros ou não conformidades que possam comprometer a qualidade final do produto ou serviço.

Implementação: Verifique o seu processo produtivo e identifique as etapas críticas para estabelecer inspeções da qualidade nestes pontos delicados, validando o que está sendo feito antes de seguir para a etapa seguinte.

2.      Auditoria

Conceito: Uma auditoria tem o mesmo objetivo da inspeção. A principal diferença entre estes dois métodos está relacionada à natureza, ao escopo e ao objetivo. A inspeção é uma atividade mais específica e operacional. Já a auditoria é mais abrangente, estratégica e focada em avaliar sistemas e processos de uma forma mais ampla.

Importância: É uma ferramenta valiosa para monitorar, avaliar e aprimorar a qualidade dos produtos ou serviços. Isso ajuda empresas a identificarem problemas, garantirem a conformidade com requisitos legais e melhorarem a eficiência. Ela também contribui para a transparência e confiança no relacionamento com as partes interessadas.

Implementação: Capacite seus colaboradores para que eles estejam habilitados nas práticas para realização de auditorias. Estabeleça um programa de auditorias, considerando a criticidade dos processos, mudanças em questões internas ou externas e resultados que estão sendo alcançados pela empresa.

3.      Gestão dos riscos

Conceito: Os riscos são eventos ou situações incertas que podem afetar negativamente os objetivos de uma empresa, caso tornem-se realidade. Implementar a gestão dos riscos é ajudar uma organização a identificar e entender estas situações. Também é definir medidas para mitigá-los e tomar decisões pautadas para alcançar seus objetivos de maneira segura e eficaz.

Importância: No âmbito da garantia da qualidade, a gestão de riscos ajuda a reduzir a probabilidade de ocorrência de eventos adversos. Caso estes ocorram, ela minimiza os impactos negativos, ao mesmo tempo em que maximiza o aproveitamento das oportunidades.

Implementação: Comece com a identificação dos riscos potenciais, realize a análise da probabilidade e impacto e implemente medidas para minimizá-los. Assegure o acompanhamento contínuo para garantir que os riscos sejam gerenciados de forma eficaz.

A garantia da qualidade é aquilo que proverá a confiança dos clientes nos seus produtos e serviços

Agir de forma proativa dentro do âmbito empresarial, focando na garantia e não no controle da qualidade, não é uma tarefa fácil. Mas, o empenho vale a pena e traz uma série de benefícios e resultados significativos, incluindo:

  • Melhoria na satisfação dos clientes;
  • Redução de custos;
  • Conformidade com regulamentações;
  • Maior eficiência operacional;
  • Capacidade de tomar decisões assertivas.

A garantia da qualidade é a chave para que a empresa trilhe um caminho mais tranquilo, proporcionando satisfação e confiança dos clientes. Além disso, o foco na garantia da qualidade contribui para que obstáculos no alcance da excelência dos produtos e serviços sejam contornados.

Com uma boa preparação, a garantia da qualidade pode ser exponencialmente aproveitada. Assim como aquela minha terapia preferida, lá do começo deste artigo. Afinal, assim como na praia, quando investimos na qualidade, colhemos os frutos de momentos memoráveis e experiências inesquecíveis.

Sobre o autor (a)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog da Qualidade

Artigos relacionados