Blog da Qualidade

Indicadores de Desempenho

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

    Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

    Jeison

    Jeison

    Website | + posts

    Sou co-fundador da ForLogic Software, hoje atuo com gente, cultura e gestão. Sou um dos criadores do Qualiex, do Qualicast (o 1º Podcast nacional focado em qualidade), criador do Blog da Qualidade (o maior blog sobre Qualidade do Brasil). Mestre em Engenharia da Produção pela UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), auditor líder formado com orgulho pela ATSG na ISO9001 e 22000, pai, empreendedor, e um inconformado de plantão!
    Acredito na responsabilidade do indivíduo, no poder da qualidade e que podemos fazer diferente. Me acompanhe no Linkedin e no Instagram.

    Os indicadores de desempenho fornecem medidas quantitativas e qualitativas relacionadas a um dos aspectos de desempenho da empresa. Essas medidas são obtidas através de comparações com metas pré-estabelecidas em qualquer área da organização. Podem ser utilizados para medir os resultados durante a realização ou ao término de um processo.

    Requisitos dos Indicadores

    Os indicadores precisam ter uma série de características que chamamos aqui de “requisitos do indicador”. Eles se complementam e todos são importantes e representativos dentro da definição dos indicadores. Os principais requisitos são:
    • Disponibilidade: facilidade e disponibilidade de acesso para coleta.
    • Simplicidade: facilidade de ser compreendido.
    • Baixo custo de obtenção.
    • Adaptabilidade: capacidade de respostas às mudanças.
    • Estabilidade: permanência no tempo, permitindo a formação de série histórica.
    • Rastreabilidade: facilidade de identificação da origem, registro e manutenção dos dados.
    • Representatividade: atender às etapas críticas dos processos.

    O que medir?

    É importante definir o que pode ser medido na empresa, e principalmente, se vale a pena medir. De nada vale ter uma série de indicadores que não trazem impacto algum para o resultado do negócio. Mas o que pode ser medido em uma empresa?
    • Eficácia (qualidade): características técnicas que o produto ou serviço devem apresentar.
    • Custo: conjunto de valores atribuídos pela sociedade, que possui um determinado valor agregado para esta mesma sociedade.
    • Atendimento: garantia de entrega dos produtos e serviços, levando-se em conta o prazo, local e quantidade.
    • Moral: nível em que as pessoas se sentem satisfeitas na organização.
    • Segurança: segurança física das pessoas e usuários em relação aos produtos e serviços.
    • Desempenho: fazer a coisa certa, do jeito certo.
    • Eficiência: produtividade.
    • Efetividade: impacto.
    • Ética: cumprimento às normas, regulamento, leis e códigos de conduta.
    Por exemplo, com relação ao item de atendimento, se for contratado com o cliente um prazo de entrega, o mesmo tem que ser cumprido rigorosamente, pois caso contrário, a medida de desempenho relacionada ao ?atendimento? será afetada.

    Podem ser utilizados para:

    Todos os indicadores são importantes para o desempenho da organização, pois apresentam instrumentos de análise que poderão ser avaliados, medidos e melhorados. Cada uma das áreas da organização pode ser medida. A escolha do aspecto medido se dá de acordo com a necessidade apresentada, sendo muito importante que a organização esteja atenta ao desempenho de todas as áreas, pois todos os aspectos estão relacionados entre si e refletem em seu desempenho final. Uma boa prática é utilizar-se de gráficos para apresentar os índices de desempenho, o que facilita a visualização e interpretação dos dados. E é importante ter sempre em mente que os indicadores de desempenho desenvolvem um papel estratégico na gestão de resultados, fornecendo medidas que auxiliam na tomada da decisão.

    REFERENCIA SINK, D. Scott; TUTLE, Thomas C. Planejamento e Medição para a Performance. Editora Qualitymark, Rio de Janeiro. 1993.
     

    Sobre o autor (a)

    7 comentários em “Indicadores de Desempenho”

    1. Gostei muito do post, pela simplicidade e objetividade, mas principalmente pelo bom senso espelhado nos 3 primeiros requisitos dos indicadores; como profissional da Qualidade, estou sempre batalhando pelo bom senso, para que não compliquem a Gestão da Qualidade desnecessariamente. Parabéns,
      Mari, do blog I Love Mondays

      1. Obrigado pelo elogio, a Meire foi muito feliz no post.
        Agora sobre um comentário seu que reflete exatamente o que penso, é: “não complicar a gestão da qualidade”.

        Concordo plenamente, a qualidade é simples e eficaz. É muito difícil fazer o simples.

        Obrigado pela sua contribuição.

        1. Correto! As pessoas pensam tanto em encher de coisas sem necessidade no SGQ e demais departamentos sendo que só algumas coisas serias tão eficazes e bem melhor compreendido por todos.

    2. Pingback: Reengenharia - Blog da Qualidade

    3. Pingback: Implantação da ISO 9001 - Parte 3 - Os processos - Blog da Qualidade

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Blog da Qualidade

    Artigos relacionados

    WEBINAR GRATUITO

    Colocando a criatividade em prática no planejamento estratégico

    Dias
    Horas
    Minutos