Blog da Qualidade

Motivação X INSPIRAÇÃO

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Luiz Henrique Pelissari

Luiz Henrique Pelissari

Bacharel em Psicologia, especialista em Gestão de Pessoas e Neuropsicologia. Ajudo pessoas a ter saúde mental e qualidade de vida, para conquistar seus objetivos e viver livres da ansiedade, depressão e outros transtornos mentais.

Muito se fala sobre motivação, mas poucos sabem o que é e como fazer para conquistar a motivação. Então vamos começar com o significado. O que é a motivação? O nome mesmo diz: é um motivo para a ação. É necessário descobrir dentro de nós qual o motivo temos pra fazer determinada tarefa, determinada atividade ou até mesmo pra alcançar determinada meta ou objetivo. E isso só você saberá. Ninguém de fora sabe quais são os motivos que te inspiram, que te motivam, que te fazem acordar cedo e que te fazem sair da sua zona de conforto e pagar aquele preço, afinal, toda conquista e realização tem um preço por trás. Qual o preço você irá pagar para alcançar determinada meta ou objetivo?

E como podemos definir Inspiração?

A inspiração é algo que vem de dentro. Geralmente é necessário nos conectar ao nosso interior para sentir em nós o que é certo ou o que nos faz vibrar, ter desejo. A inspiração é como uma convicção, uma chama que se acende dentro de nós, uma voz interior nos dando algum tipo de comando ou ideia. É algo profundo que sentimos dentro de nós. E muitas vezes quando esse sentimento vem, desperta e continua sendo algo constante dentro de nós.

A motivação como algo que gera tensão

Quando estamos motivado, muitas vezes sentimos uma sensação de urgência ou obrigação. Como se algo ruim fosse acontecer se não fizéssemos as coisas. Sentimos uma espécie de tensão. Indo um pouco mais fundo, podemos sentir que a força motriz por trás da motivação é o medo. A meta que estabelecemos para nós mesmos pode ser uma bela recompensa. Por outras vezes, pode ser o medo do fracasso ou o medo de perder uma situação confortável que nos coloca sob pressão. Isso pode ser inconsciente, e é por isso que a diferença entre motivação e inspiração às vezes pode nos confundir facilmente. A motivação funciona como um impulso temporário. Uma tensão é criada no corpo, enquanto a mente se concentra na ação a ser realizada. Fisiologicamente, isso resulta em uma descarga de adrenalina, que é o hormônio do estresse. É por isso que muitas vezes falamos de pressão. A partir daí, o corpo é solicitado além do seu ritmo habitual (aceleração da frequência cardíaca, aumento da pressão arterial, etc.). Às vezes podemos sentir uma sensação de euforia. E nos sentimos capazes de superar obstáculos que antes pareciam intransponíveis. No nível mental, uma situação estressante tem o efeito de acelerar a produção de nossos pensamentos. Começamos a pensar mecanicamente. Em casos extremos, podemos repetir os mesmos pensamentos várias vezes sem conseguir detê-los. Nesse caso, preferimos largar tudo para nos reorientar e recuperar os sentidos. Após cada período de intensa motivação, precisamos de um período de recuperação durante o qual somos menos eficazes do que o habitual.

Motivação como forma de sobrevivência

A motivação baseia-se no princípio da sobrevivência ligado ao instinto animal. É um padrão básico: surge um perigo, então fazemos de tudo para nos livrar dele. Quando nos sentimos ameaçados, nosso instinto nos empurra para garantir nossa própria sobrevivência. Nesses momentos, operamos de maneira muito objetiva e muitas vezes individual. Estamos apenas procurando segurança. É um ato de defesa em relação ao meu ambiente. Na vida moderna, nossa integridade física raramente é ameaçada. Mas a nossa situação material, profissional ou social é constantemente posta em causa. É então fácil cair em uma espécie de competição permanente. Cada vez que nos consideramos competindo em uma área, é a nossa própria sobrevivência que está indiretamente em jogo, de um fenômeno mecânico, mental e inconsciente. Mas quando tomamos consciência disso, somos livres para participar ou não desse jogo.

Inspiração como objeto de criatividade

A inspiração está claramente na forma de ser criativo e, assim, oferecer algo único, original e inesquecível. Cada problema que encontramos torna-se uma oportunidade de encontrar uma solução diferente, até mesmo inovadora, que prenderá a atenção das pessoas. Se há um elemento que caracteriza a inspiração, é essa “alma extra” que faz a diferença entre a cópia e o original. Algumas pessoas não são apenas inspiradas, mas muito inspiradas. Eles não apenas prendem nossa atenção, mas conseguem nos tocar pela beleza e singularidade de seu estilo. Por esse motivo existem grandes artistas, cientistas e outros que alegam ter sido “inspirados” no momento em que produziram um trabalho incrível ou fizeram uma descoberta importante para a humanidade. Pessoas inspiradas tendem a atrair outras pessoas inspiradas. Eles então formam uma rede de indivíduos que compartilham uma razão de ser comum e que têm como missão compartilhá-la com o resto do mundo. Alguns estudos mostram que as equipes que se comunicam muito são as que mais têm ideias e mais inovam. É claro que a inspiração funciona melhor em conjunto. E, inversamente, é difícil ficar sozinho e manter um alto nível de inspiração por muito tempo.

Motivação gera eficiência

A motivação nos permite fazer o que já sabemos fazer, porém com mais rapidez ou eficiência. Quanto mais somos treinados para fazer algo, mais conseguimos aumentar meu desempenho. No entanto, a motivação tem baixo potencial de inovação. Portanto, quando nos deparamos com um novo problema, não se trata mais de fugir ou de ser mais eficiente. Pelo contrário, é a nossa capacidade de evoluir para considerar novas soluções que é colocada à prova. Neste caso, o estresse não ajuda, podendo até ser prejudicial. Ao tentar sobreviver, é mais eficaz juntar-se a outras pessoas. Todos se unem e a equipe está motivada para enfrentar as adversidades. O instinto de sobrevivência de cada um é então colocado a serviço do grupo através de valores como disciplina e sacrifício. Em um contexto de sobrevivência, as decisões devem ser tomadas rapidamente. É por isso que os membros do grupo concordam em colocar seu poder de decisão nas mãos de um líder.

Inspiração como forma de atração

Pessoas inspiradas tendem a atrair outras pessoas inspiradas. Elas então formam uma rede de indivíduos que compartilham uma razão de ser em comum e que têm como missão compartilhá-la com o resto do mundo. Alguns estudos mostram que as equipes que se comunicam muito são as que mais têm ideias e mais inovam. É claro que a inspiração funciona melhor em conjunto. E, inversamente, é difícil ficar sozinho e manter um alto nível de inspiração por muito tempo. Mais cedo ou mais tarde a mente acaba nos fazendo duvidar ao pesar os prós e os contras. Uma boa maneira de tirar nossas dúvidas é compartilhar ideias ao nosso redor e observar as reações das pessoas. Se elas estão entusiasmadas e se recuperam oferecendo coisas novas, as coisas se tornam óbvias novamente e encontramos a energia necessária para seguir em frente. Portanto podemos considerar a inspiração como algo que quanto mais passamos adiante, mais ela cresce e mais se materializa. A inspiração, por outro lado, só acontece no momento presente. É uma inteligência prática e orientada para a ação.

Conclusão

Pode-se considerar que o ideal é buscar o equilíbrio entre motivação e inspiração. A motivação é um mecanismo de sobrevivência. Estar motivado significa ter medo de algo e fazer de tudo para chegar em segurança. A motivação ocorre quando reagimos a um perigo externo. Para nos motivarmos, precisamos acreditar nas histórias, sejam elas verdadeiras ou não. A motivação nos permite ser mais eficientes na realização de atividades que já sabemos fazer. A motivação tem um efeito limitado ao longo do tempo, por isso pode nos levar a uma forma de teimosia. A inspiração vem de dentro e sai. A primeira coisa é deixar de lado todas as histórias que ocupam nossas mentes para chegar a um estado de relaxamento. Então esse estado de paz dá lugar à criatividade no momento presente. Intuições e ações se sucedem em ritmo, um passo depois o outro e assim por diante. Uma coisa importante na criatividade é mostrar aos outros o que você está fazendo. Isso é essencial para construir confiança e permanecer persistente a longo prazo.

 

Sobre o autor (a)

1 comentário em “Motivação X INSPIRAÇÃO”

  1. Uma pessoa motivada consegue se adaptar a um ambiente de trabalho onde outras pessoas se sentem desmotivadas por vários fatores da empresa .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog da Qualidade

Artigos relacionados