Blog da Qualidade

Você NÃO precisa de uma Cultura da Qualidade!

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

    Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

    Jeison

    Jeison

    Website | + posts

    Sou co-fundador da ForLogic Software, hoje atuo com gente, cultura e gestão. Sou um dos criadores do Qualiex, do Qualicast (o 1º Podcast nacional focado em qualidade), criador do Blog da Qualidade (o maior blog sobre Qualidade do Brasil). Mestre em Engenharia da Produção pela UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), auditor líder formado com orgulho pela ATSG na ISO9001 e 22000, pai, empreendedor, e um inconformado de plantão!
    Acredito na responsabilidade do indivíduo, no poder da qualidade e que podemos fazer diferente. Me acompanhe no Linkedin e no Instagram.

    É uma reivindicação recorrente, talvez seja até a sua: “precisamos implantar a cultura da qualidade aqui na empresa”. Eu já pensei assim, e hoje estou convicto de que não é assim que a coisa funciona!

    O primeiro problema é: ninguém consegue definir ao certo o que é uma cultura da qualidade. Essa é uma pergunta difícil de responder, mas quando me perguntam sobre “como implantar essa tal cultura da qualidade?”, eu geralmente respondo:

    “A cultura da qualidade não existe. O que existe é a qualidade da sua cultura!”

    Antes de trabalhar cultura, trabalhe responsabilidades!

    Com isso a responsabilidade não é do “antigo RD”, do departamento da qualidade, ou de alguma consultoria, a responsabilidade é da alta direção e das lideranças.

    Qual é a cultura da sua empresa? Se vocês não conversam sobre isso aí, ou não tem ideia do que eu estou falando, nós temos um sério problema. Afinal, a sua empresa vai ter uma cultura, quer você queira ou não, a diferença é que se a liderança não se preocupar com ela, a cultura vai crescer de qualquer jeito! E isso pode ser muito ruim…

    Vamos entender o que é cultura.

    A cultura da organização, mais do que os valores e condutas que uma organização defende, é a vivencia dos valores e condutas pelas pessoas que estão naquela empresa. Ela é a forma como as pessoas fazem as coisas, deixando mais simples: a cultura é o “jeitão” com que as coisas são feitas na empresa. É o que acontece no dia a dia.

    Por isso, se você me diz que não consegue implantar uma “cultura da qualidade”, muito provavelmente isso acontece porque a cultura aí da sua empresa é daquelas que não dão muita bola para a qualidade, não dão valor para o SGQ.

    Sendo mais específico, as pessoas não dão bola para a qualidade e tudo bem… Se as coisas saem “mais o menos”, ninguém liga; quando o cliente reclama, tá tudo certo também; quando a liderança se omite, é normal! Ninguém analisa indicadores, ninguém se preocupa com a conformidade, e a vida segue…

    Por isso eu preciso repetir que não é a cultura da qualidade que falta, o que falta é a qualidade na sua cultura.

    Se sua empresa tem a cultura de fazer bem feito, de buscar excelência e entregar o melhor com os recursos que tem, você nunca vai precisar se preocupar em “implantar a cultura da Qualidade”! Agora… se o seu chefe, ou sua diretoria, ainda acham que esse papo de cultura é “conversa mole”, então vocês têm um problema de verdade para resolver.

    Cultura tem a ver com mindset, e isso é um trabalho constante!

    Eu fui convidado para palestrar em um evento que fala de qualidade na saúde, e nessa palestra vou falar de cultura. Esse artigo surgiu inspirado nisso. No evento, vou abordar a cultura para falar de qualidade, porque trabalho com isso todos os dias, e sei que se a qualidade for autoritária, impositiva, se ela vier apesar da cultura; a qualidade vai ser um trabalho a mais.

    Agora, quando a qualidade acontece por conta da cultura, ou seja, quando a cultura da empresa está diretamente ligada à qualidade, ela passa a ser o jeito certo de fazer o trabalho. E é aqui que os resultados começam a se multiplicar, e muito!

    A cultura é um processo incansável, formado por muita ação e reflexão. Esse evento em que vou participar, o 3º Seminário Gestão em Saúde, é uma ótima forma de refletir sobre isso. Se você for da saúde, melhor ainda! Se você puder participar, inscreva-se clicando no botão abaixo:

    Se não puder participar do evento, comece a pensar na cultura como a melhor maneira de fazer mudanças significativas e reais no seu sistema de gestão, as mudanças que sua empresa precisa para ser melhor, mais rápida, mais lucrativa e boa para as pessoas trabalharem.

    A gente vai ter mais artigos falando sobre esse assunto, mas para encerrar, me conta: e aí na sua empresa? Como é a cultura?

    Sobre o autor (a)

    18 comentários em “Você NÃO precisa de uma Cultura da Qualidade!”

    1. Muito boa reflexão! Acredito nesse caminho do fortalecimento da cultura organizacional através da vivência das boas práticas nos processos e nos relacionamentos com fornecedores, parceiros, clientes e, principalmente entre os colaboradores. Não é por acaso que a ISO 9001:2015 dá destaque ao contexto organizacional.

    2. Excelente reflexão.
      Realmente a qualidade tem que ser habitual no dia-a-dia de todos da empresa, partindo do comprometimento e responsabilidade da alta direção no engajamento das pessoas.

    3. Bom dia!
      Ótima reflexão! Mas ao mesmo tempo fico pensando em como mostrar tudo isso à gerência de forma que eles enxerguem que a empresa não tem uma cultura própria, e quem sem isso conseguiremos implementar um SGQ efetivo.

      1. Olá Helena, pois é, temos que levar isso para a liderança.
        Mas um reparo, toda empresa TEM SIM, uma cultura própria, é que as vezes, ela cresce de maneira desordenada, sem cuidado, e isso pode não ajudar na implantação de um SGQ efetivo. 🙂
        Muito obrigado por comentar!

    4. “A cultura da qualidade não existe. O que existe é a qualidade da sua cultura”. Andou, andou para chegar no mesmo lugar.

      O autor discorreu que cultura é a força do habito, em outras palavras.

      A cultura da qualidade existe, sim. É a força do hábito de fazer as coisas com qualidade, no sentido de fazer as coisas conforme o outro deseja. A qualidade da cultura é a mesma coisa. Na verdade, esta sentença acaba sendo mais branda, pois apenas transmite uma ideia de dúvida, “qual o nível da qualidade está a sua cultura?”.

      1. Olá Ronaldo, tudo bom?
        Cara, que legal sua opinião. Mas tem coisa aí que eu não falei…

        Cultura não é força do hábito não. Não falei isso.
        Cultura é como as coisas são feitas (que pode ser um hábito) mas pode não ser.

        O tema aqui é como você aborda sua cultura, como algo que “acontece ao acaso” ou você atua ativamente na condução dessa cultura (esse inclusive um spoiler do segundo artigo).

        Eu estou falando que nunca vi ninguém “implantando cultura da qualidade” e isso dar certo, é preciso mudar a forma como vemos a qualidade, colocar ela na cultura da empresa, como algo imprescindível, como parte integrante dos processos, não como “algo que veio de fora”.

        Mas legal alguém que não gosta do artigo, ou eu me expressei mal (é grande essa chance) ou você não entendeu o que eu escrevi, ou você tá olhando por um ponto que eu não citei.

        Em qualquer um dos 3 casos, muito obrigado por escrever.
        Cultura não é hábito (hábitos compõem a cultura), mas tem mais coisas aí… 🙂
        um forte abraço,

        1. Não, não. Gostei do artigo, sim! E adoro discordar… Ou fazer papel de advogado do diabo. Acho que isso abre a mente. Ser monossilábico, dizendo “legal”, “gostei” não acho que seja feedback. Se não tivesse gostado, nem tinha respondido.

          Veja só: “Cultura tem a ver com mindset, e isso é um trabalho constante”. Ou seja, é um hábito. Não sou da área da qualidade, mas acabei incorporando isso graças às aulas de Gestão da Qualidade e aos maravilhosos artigos deste blog! Trabalho na área financeira e a empresa determinou que os documentos dos clientes devem ser escaneados direto pra nuvem. Torço o nariz quando um colega tira cópia preto e branco e sobe pro servidor. Pra mim, tem de ser padrão – colorido. E isso é a cultura da qualidade ou qualidade da cultura. Ou seja, ainda acho que são duas sentenças iguais.

          Grande abraço – de qualidade. 😉

          1. Cara, compreendo que goste de discordar, é seu jeito e pra mim está tudo certo.

            Fico muito feliz que goste dos artigos do blog, é um orgulho pra mim, e eu sei que tem um pessoal bom que escreve nele mesmo! eu sou o “Quebra galho” 😛
            Agora, sobre serem sentenças iguais, minha opinião é que NÃO são, e a explicação, está no artigo.
            Como você tem sua opinião, eu mantenho a minha, acho que nós dois podemos viver com isso! 😀

            Grande abraço, continue acompanhando o blog!

    5. Letícia Rodrigues

      A empresa onde trabalho é desta forma: “Sendo mais específico, as pessoas não dão bola para a qualidade e tudo bem… Se as coisas saem “mais o menos”, ninguém liga; quando o cliente reclama, tá tudo certo também; quando a liderança se omite, é normal! Ninguém analisa indicadores, ninguém se preocupa com a conformidade, e a vida segue…”, sem tirar nenhuma vírgula.
      Estou aqui há três anos, desde o início da minha carreira na área da Qualidade e nada mudou desde então.
      Devo insistir mais ou procurar uma nova oportunidade?
      Na verdade, isso esta me incomodando muito.

      1. Olá, poxa, o que eu posso te dizer… vamos lá.

        Primeiro, você sempre poder procurar outra oportunidade, mas vai estar fugindo, e eu sou um cara de luta. Só sairia se fosse o último caso (talvez seja, não sei). Mas recomendo sempre, a luta, a busca de uma saída, a conquista da mudança, a qualidade a excelência, valem a pena. Sempre.

        Sério, estou pensando em um jeito de te ajudar, que coisa né?!
        DEIXE SEU E-MAIL AQUI e vamos conversar.

        Um forte abraço,

    6. Pingback: ISO 9001:2015 – Item 5.2.1 Desenvolvendo a política da qualidade - Blog da Qualidade

    7. Pingback: Como desenvolver a cultura da qualidade na sua empresa?

    8. Pingback: Competências é assunto da Qualidade sim! - Blog da Qualidade

    9. Pingback: Retrabalho e o papel da Gestão da Qualidade - Qualidade para Saúde

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Blog da Qualidade

    Artigos relacionados

    WEBINAR GRATUITO

    Colocando a criatividade em prática no planejamento estratégico

    Dias
    Horas
    Minutos