,

Blog da Qualidade

Gestão da Cadeia de Abastecimento Supply Chain Management

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Equipe Forlogic

Equipe Forlogic

Supply Chain pode ser entendido como a integração da empresa com todas as firmas da cadeia de suprimentos, onde fornecedores, clientes e provedores externos de meios logísticos compartilham informações e planos necessários para tornar o canal mais eficiente e competitivo, sendo este relacionamento considerado mais aprofundado e detalhado do que na tradicional e complicada relação comprador/vendedor. Portanto, esse relacionamento envolve fornecedores, produtores, distribuidores e clientes.
gestao-da-qualidade-anuncio-1200x175px
A gestão da cadeia de abastecimento ou supply chain management corresponde às práticas de gestão que são necessárias para que todas as empresas agreguem valor ao cliente desde a fabricação dos materiais, passando pela produção dos bens e serviços, a distribuição e a entrega final ao cliente. O conjunto de relacionamentos dentro de uma Cadeia de Abastecimento tem que ser gerenciado com eficácia e de acordo com a filosofia da organização, considerando a competição entre cadeias de distribuição, e o inter-relacionamento e dependência das partes. Os relacionamentos devem acontecer em tempo real e em intervalos mais curtos de tempo, onde toda a cadeia deverá ser gerenciada através do acompanhamento do fluxo dos processos, das informações, da demanda, do fornecimento, das negociações, dos programas e ordens de produção, entre outros. Esta relação eficaz é que vai proporcionar o resultado do negócio. DIFERENÇA ENTRE VISÃO SUPPLY CHAIN E VISÃO TRADICIONAL Em uma visão mais antiga de negócio, cada uma das empresas envolvidas somente enxergava, na melhor das hipóteses, seu cliente imediato. Assim, o fornecedor da matéria-prima somente enxergava a fábrica que iria utilizá-la; a fábrica que produzia o produto acabado somente enxergava sua expedição ou o distribuidor de seus produtos. Por sua vez, o distribuidor ou o atacadista somente enxergava o varejista. Felizmente, o varejista enxergava o cliente. Desta forma, as relações entre os atores da supply chain eram relações bilaterais, ou seja, entre duas empresas. Nenhum fornecedor ficava preocupado de que maneira um atraso seu na entrega da matéria-prima à fabrica refletia no cliente final. Da mesma forma, era comum que o objetivo da produção fosse não necessariamente atender às entregas dos clientes, mas sim otimizar a alocação dos recursos produtivos na fabricação, com o objetivo de minimizar seus custos de produção. Hoje isso mudou. A nova visão supply chain passa a enxergar todo o processo de geração de produtos e serviços (desde a entrada da matéria-prima até a entrega do produto final ao cliente) e a monitorar este processo de maneira integrada. OBJETIVOS DO SUPPLY CHAIN
  • Reduzir custos de fornecimento
  • Reduzir tempo total
  • Aumentar as margens dos produtos
  • Aumentar a produção
  • Melhorar o retorno de investimentos
O gerenciamento do supply chain proporciona a gestão eficaz da cadeia de abastecimento, pois sua integração faz com que a organização atue de forma estratégica e envolva todos os seus fornecedores no processo de satisfação do cliente.
 REFERÊNCIA MARTINS, PETRÔNIO G.; LAUGENI. Fernando P. Administração da Produção. São Paulo : Saraiva, 5ª Ed., 2006.
 

Sobre o autor (a)

Blog da Qualidade

Artigos relacionados

Software para gestão da qualidade

Conheça nossos canais

Conheça o que CEOs e especialista nos assunto estão fazendo para desenvolver as estratégias de suas empresas

Planejamento Estratégico | Transmitido ao vivo em 21 de jan. de 2021

Qualicast - O Podcast da QUALIDADE

como-a-medicao-e-a-informacao-podem-impactar-na-qualidade
01 de Outubro de 2021
Gestão de Documentos para Sua Empresa