Gestão de processos

Capabilidade do processo

produção qualidade
Imprimir artigo

Com o objetivo de manter a qualidade dos produtos, as organizações precisam inspecioná-los e testar todas as suas operações. Tanto máquinas como as pessoas podem deteriorar e apresentar defeitos. À medida que uma máquina vai se desgastando, a capabilidade de seu processo pode degradar a ponto de não suportar a tolerância especificada.

Um processo é denominado capaz  quando, além de estar sobre controle, atende às especificações do cliente. Existem também processos sob controle, mas que são incapazes. Por exemplo, se a embaladora de arroz produzisse sacos com pesos entre 4,90kg e 4,95kg e toda sua produção estivesse contida dentro dos limites, o processo estaria sob controle. Contudo, se a sacaria especificasse que o peso mínimo deveria ser 5,00kg, sendo essa a expectativa do cliente, o processo seria considerado incapaz, pois não atenderia à especificação do cliente.

Também não se deve considerar o processo como capaz se tiverem que ser verificadas todas as peças produzidas para que seja fornecido ao cliente o que ele deseja. Assim, capacidade ou capabilidade exige que o processo esteja sobre controle. Define-se como índice de capacidade Cp a relação:

 

 

*Saiba mais do assunto, leia também este post sobre variabilidade de processos.

Para capacitar o processo, é necessário que Cp seja maior que 1, pois caso contrário, o processo será incapaz. Além de calcular o Cp deve-se detalhar os limites de especificação do cliente dentro do gráfico de controle, para que se tenha uma melhor visualização da questão.

Exemplo: Um fabricante de parafusos de aço inox estruturou o controle estatístico de processo na empresa e controla o diâmetro dos parafusos pelo gráfico da média que apresenta LSC = 10,25mm, LM = 10,00mm e LIC = 9,75mm. Um cliente deseja parafusos daquele material e está disposto a aceitar parafusos com diâmetro 9,00 ± 1,50. Determinar o índice de capacidade do processo.

Solução: Pela especificação do cliente verificamos que o diâmetro máximo aceitável é 9,00 + 1,50 = 10,50mm, e o menor diâmetro que o cliente está disposto a aceitar é 9,00 ? 1,50 = 7,50mm. Assim temos:

Cp = (10,50 ? 7,50) / (10,25 ? 9,75) = 6

Portanto, o processo é capaz.

As organizações devem investir constantemente em seus processos e nos recursos os movem, pois seu desempenho vai refletir na qualidade de seus produtos.

 

REFERÊNCIAS

MARTINS, Petrônio G. LAUGENI, Fernando Piero. Administração da produção. São Paulo: Saraiva, 2006.

MEREDITH, Jack R. SHAFER, Scott M. Administração da produção para MBAs. Porto Alegre: Bookman, 2002.

 

Autor

Comentários

Posts Relacionados

← Post mais recente
Planejamento das necessidades de materiais ? MRP