Blog da Qualidade

Planejamento estratégico, o que levar em conta para 2023

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

Juliana Geremias

Juliana Geremias

Graduada em Administração de Empresas, MBA em Gestão da Qualidade e Auditora Líder ISO 9001. "Qualidade é o resultado de um ambiente cultural cuidadosamente construído. Tem que ser o tecido da organização, não parte do tecido." Phil Crosby

No dia 06 de outubro fizemos um webinar falando sobre o que se levar em conta ao fazer um planejamento estratégico. Durante o evento nossos especialistas responderam, ao vivo, algumas dúvidas dos participantes, confira!

Por onde começar quando a empresa é reativa aos acontecimentos e não tem um planejamento?

É muito comum nas empresas, independente do porte, ter uma liderança que não entende o que é um planejamento e muito menos o valor que ele tem, por isso não o fazem.

O que precisamos entender é que o planejamento, na verdade ele ajuda a “resolver problemas”, ou seja ele auxilia as pessoas a atingir o objetivo que está sendo buscado.

Contudo, tenha consciência do que realmente precisa ser feito, para que resulte em um planejamento de intenções.

Planejamento estratégico dentro do Endomarketing, onde ele pode ser conectado?

Ao se pensar na construção do cenário, podemos conectá-lo ao ambiente interno da empresa. Então, ele pode ser pensando como um desdobramento do projeto, ou seja, devemos engajar as equipes e mantê-las consciente do que está acontecendo dentro da empresa, acompanhamento das metas e tudo mais.

Um dos papéis do endomarketing é desenvolver dentro da empresa a importância do planejamento e fomentar a comunicação dentro da empresa. Desenvolvendo, então, o comprometimento das equipes.

Como garantir a aprovação dos projetos?

Dentro do processo de planejamento, deve-se estabelecer o orçamento e sua variação. Este tem que estar pré-aprovado, e ainda deve-se ter um acompanhamento para ver se o volume de negócio está subindo para se ter a receita necessária para se fazer os investimentos

Uma dica importante é ter indicadores para acompanhar o desempenho e orçamento dos projetos. Aconselhamos também o uso de ferramentas, como o software Qualiex, para facilitar o acompanhamento e a comunicação entre equipes e em projetos.

Quem deve participar da construção do planejamento estratégico? Somente os Gestores?

É muito comum a direção se fechar em uma sala para fazer o planejamento. Isso é um erro! Pois é aí que se inicia o problema da comunicação.

O interessante seria trabalhar o planejamento em fases, como por exemplo:

Em uma grande empresa pode iniciar reunindo coordenadores e gerentes depois subir para superintendentes e diretores na sequência a presidência. Aqui faz-se uma imersão com os ocupantes desses cargos, levando pesquisas de 100% da empresa e de mercado. Nessa fase define aonde se quer chegar.

Na sequência reúne os principais líderes e faz-se um momento de construção das iniciativas para os projetos da empresa. Aqui define-se como chegar aos objetivos.

Qual a periodicidade para acompanhar as ações do Planejamento Estratégico? E quem fica responsável para acompanhar e avaliar as ações

Cada empresa deve fazer de acordo com sua necessidade. O ideal é que durante o planejamento seja decidido a periodicidade e quem será o responsável por acompanhar e avaliar as ações.

Lembrando que: o Planejamento não é algo firme e certo. Pois no decorrer do período surgem ajustes de rotas.

Como fazer o Planejamento estratégico de uma autarquia estadual, que tem muita dependência do que foi definido no PPA (Plano Plurianual) financeiro do Governo Estadual?

Nesses casos é interessante trabalhar com planejamentos mais longos com no mínimo 2 anos. E aos poucos ir acertando, pois, as tomadas de decisões nesse nicho são muito mais lentas do que em um mercado privado. E ainda tem as trocas de liderança que pode interferir.

Como fazer com que a Alta direção entenda a importância de se ter um planejamento, e seguir as orientações em relação as normas?

O melhor caminho é educar a liderança em relação as normas. Pois, como diz o ditado “quem não sabe não faz!”. O líder deve entender os benefícios que a implantação de uma normativa gera para a organização. Para isso indicamos o método a Roda do Aprendizado para levar conhecimento não só aos líderes como também para as equipes.

Além das questões que trouxemos em relação ao planejamento estratégico, os especialistas Keine e Thayná responderam outras dúvidas e deram exemplos de como executá-lo. Quer saber o que mais rolou durante o webinar? Clique abaixo e confira na integra!

 

 

Palestrantes:

Thayná Gimenez – LinkedIn

Keine Alves – LinkedIn

 

Sobre o autor (a)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog da Qualidade

Artigos relacionados