Liderança Justa e Muito exigente e o Sistema de Gestão

Jeison

Jeison

Liderança Justa e Muito exigente, e o Sistema de Gestão

Costumo dizer que sem liderança a qualidade não floresce. Ela pode até acontecer, mas é um lampejo, um acidente. Vale lembrar que Qualidade não é certificado, ela tem um propósito. Defendo, ainda, a qualidade de verdade, que muitas vezes está entendida da maneira errada. Por isso, hoje, eu decidi falar sobre a importância do líder justo e muito exigente no sistema de gestão de qualidade.

Hoje, vou explicar, aqui, como a liderança cria esse contexto para desenvolver um cenário de qualidade de verdade. Conhecendo o anexo SL, estrutura de alto nível da ISO, sabemos que um item inteiro dedicado a liderança. Ele é muito bem explicado nesse artigo da Monise e quero conectar isso com a importância do líder ser muito exigente.

A liderança é a responsável pelo sistema de gestão da empresa. E, aqui, esqueçamos por um minuto a certificação e vamos focar no que realmente importa: a entrega de produtos ou serviços de qualidade. (recomendo que você leia os dos primeiros links que citei)

Comprometimento

Os líderes muito exigentes e justos que abordamos anteriormente são o único caminho para a construção de uma organização que vive a qualidade. O líder é o responsável pelas pessoas da equipe e por elas se comprometerem com o resultado de suas ações e, por ser o responsável pelo resultado do trabalho, ele deve ser muito exigente. 

Um líder muito exigente não abre mão dos processos, por exemplo, pois sabe que é a única coisa que pode garantir a repetibilidade necessária para gerar valor e promover melhorias de maneira contínua.

Foco no cliente

O bom líder sabe que o foco no cliente é o caminho para geração de valor da verdadeira qualidade. Ele sabe que os requisitos implícitos e explícitos são o caminho para esse valor.

Assim como sabe que a única garantia da continuidade do negócio é o AUMENTO da satisfação do cliente, isso mesmo, aumento, não a manutenção.

Política adequada

A liderança que deve definir a política da qualidade. Todo a equipe pode (e deve) ser ouvida, mas a liderança é quem deve ser responsável por desenvolver e comunicar essa política. E, aqui, vale ressaltar que, além de comunicada pelo líder, a política deve ser entendida pela equipe toda. 

Por mais que pareça um trabalho “administrativo”, isso significa deixar claro e direcionar a empresa em relação a qualidade. É a definição de “como entendemos e vivemos a qualidade por aqui”. Esse aspecto tem um papel fundamental na direção do negócio.

Responsabilidade e autoridade

O líder é o responsável pelo resultado do seu trabalho e a sua principal função é obter resultado por meio da sua equipe. Ele ainda deve atribuir responsabilidades ao time, assegurar execução dos processos e seus resultados e nunca perder o foco no cliente.

Deve, ainda, trabalhar para que o sistema de gestão da empresa seja íntegro e que as mudanças não afetem de maneira negativa a qualidade das entregas, logo o cliente.

O líder Justo e muito exigente e o sistema de gestão

Para quem conhece ou leu os links citados, já percebeu que eu estou abordando, por alto, tudo que um líder deve fazer segundo a ISO9001. E, realmente, é muito trabalho, por isso, o papel central do líder na construção de uma qualidade efetiva. Esta, ajuda a empresa a alcançar os objetivos que ela mesma propôs.

É engraçado que muitas pessoas tentam desconectar a boa gestão dos sistemas de gestão como ISO9001, e, para mim, isso é impossível. A norma traz ótimas orientações para uma liderança efetiva.

Olhando assim, parece muita coisa para os líderes da organização certo?

E a alta direção?

O que faltou dizer é que todos esses itens que eu abordei são recomendados na ISO9001 para a alta direção. Sim, ela pode definir responsáveis por desdobrar o trabalho, esse trabalho de liderança do negócio é dela.

A alta gestão, ficar em torno de uma mesa, “cobrando” mudanças das pessoas, não vai construir a qualidade que o cliente espera, agora, liderar o time de maneira justa e muito exigente, isso vai.

Por isso o primeiro líder Justo e Muito exigente da empresa, deve ser o presidente, ou o CEO. Logo isso deve se alastrar para seus diretores, gestores e encarregados, e isso nada tem de conflito com a ISO9001, muito pelo contrário.

Tudo que uma empresa precisa é direcionar os esforços do seu sistema de gestão para a geração de valor, cumprimento do propósito e construção do futuro, e isso é liderar de verdade um negócio.


 

Sobre o autor (a)

Artigos relacionados

Publicidade

Conheça nossos canais

Conheça o que CEOs e especialista nos assunto estão fazendo para desenvolver as estratégias de suas empresas

Planejamento Estratégico | Transmitido ao vivo em 21 de jan. de 2021

Qualicast - O Podcast da QUALIDADE

19 de março de 2021 | 55 min

Academia da Excelência

Publicidade