Melhoria contínua

MASP (Método de Análise e Solução de Problemas) – parte 2

masp-metodo-de-analise-e-solucao-de-problemas-parte-2
Imprimir artigo

Um dos primeiros posts do nosso Blog falava sobre o MASP (Método de Análise e Solução de Problemas). E é muito importante manter esse tópico ativo pela questão lógica de que toda empresa teve, tem ou terá problemas para resolver.

Vamos tentar desmistificar o MASP: Imagine a utilização de um método em que uma análise é feita para chegarmos à solução de um problema. Isso é o MASP! Na verdade ele é muito simples e eficiente.

MASP ou PDCA? Eis a questão!

Certa vez ouvi alguém dizer que preferia o PDCA ao MASP, mas na minha opinião isso soa estranho. É como dizer que prefere “doze ovos” ao invés de “uma dúzia de ovos”. Porque o MASP está dentro do PDCA!

Antes de fazer essa comparação, faz todo sentido é entender como o MASP e o PDCA estão relacionados e qual o benefício dessa relação. Uma figura do livro do Falconi ajuda a entender isso melhor, olha só:

MASP e PDCA – Fonte: Campos (1999)

No quadro, é possível notar que cada fase do MASP está dentro de uma  das etapas do ciclo PDCA, e que a ligação entre elas é baseada no que cada etapa representa dentro da lógica da melhoria contínua. Todas as etapas do MASP foram descritas no primeiro post sobre o assunto.

Não é só sobre resolver problemas, é sobre resolver do jeito certo!

A tabela apresentada deixa claro cada uma das etapas, mas não basta conhecer as etapas para que possamos executá-las, por isso, quando falamos que vamos usar um método para fazer uma análise e solucionar problemas, gostaria de chamar a atenção para um aspecto desse discurso: o método.

O método é crucial, pois garante a execução de algo forma organizada e em uma sequência estabelecida de forma lógica. Outro fator que faz toda a diferença é a disciplina, método exige disciplina, e ela é necessária para que todas as atividades sejam executadas e, de preferência, da forma correta.

O importante é ter um método!

O MASP é simples e eficaz, e a prática do método conduz uma execução cada vez melhor e consequentemente resultados cada vez melhores também. Porém, para finalizar,  solucionar problemas não é simples, mas a complexidade deve se ater ao problema em si, não ao método que usamos para buscar a solução.

CAMPOS, VICENTE FALCONI. Gerenciamento da rotina do trabalho do dia-a-dia. Nova Lima: INDG, Tecnologia e Serviços Ltda, 2004.

Autor

Comentários

Posts Relacionados

← Post mais recente
Gestão da Qualidade Total (TQM)