A relação entre a ISO 9001 e ISO 22000

Imagem de alguns alimentos em uma mesa e ao lado um microscópio verificando a qualidade dos alimentos. Essa imagem simboliza o artigo sobre ISO 9001 e ISO 22000

Se acessarmos o site da ISO.org, vamos encontrar uma infinidade de normas publicadas nos últimos anos, não é mesmo? Ouso dizer ainda, que a tendência é aumentar. E como podemos aproveitar essa gama de normas e aprimorar nosso sistema de gestão? 

Hoje trago aqui para vocês, uma breve descrição das ISOs 9001:2015 e 22000:2018, falando um pouquinho sobre suas semelhanças e diferenças, e como elas podem compor o seu Sistema de Gestão Integrado (SGI).

Sobre a ISO 9001

Você deve ter lido muitos artigos aqui no Blog da Qualidade falando sobre a ISO 9001:2015, inclusive temos uma sequência de artigos comentando os requisitos. Se você ainda não viu, vale a pena conferir.

Só para recapitular então, a própria 9001 traz quais são os benefícios da implementação de um sistema de gestão da qualidade, em 0.1 Generalidades:

a) capacidade de prover consistentemente produtos e serviços que atendam aos requisitos do cliente e aos requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis;

b) facilitar oportunidades para aumentar a satisfação do cliente

c) abordar riscos e oportunidades associados com seu contexto e objetivos;

d) a capacidade de demonstrar conformidade com requisitos especificados de sistemas de gestão da qualidade.

E se avançarmos mais um pouquinho na leitura da 9001, também é dito em 1 Escopo, que os seus requisitos apoiam a empresa quando:

a) necessita demonstrar sua capacidade para prover consistentemente produtos e serviços que atendam aos requisitos do cliente e aos requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis, e

b) visa aumentar a satisfação do cliente por meio da aplicação eficaz do sistema, incluindo processos para melhoria do sistema e para a garantia da conformidade com os requisitos do cliente e com os seus requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis.

Então será que essa norma se aplica ao seu negócio? Bom, você tem um produto ou serviço que é vendido? Logo, você possui clientes? Acredito que as respostas para essas perguntas sejam sim, né? Então essa norma pode sim ser aplicável ao seu negócio, pois ela garante que você busque sempre entregar produtos de qualidade e que satisfaçam seus clientes.

Não importa seu ramo, seu produto ou serviço; a ISO 9001:2015 traz requisitos para um sistema de gestão da qualidade de qualquer segmento; seja a organização grande ou pequena.

Sobre a ISO 22000

A ISO 22000:2018 também traz que a adequação aos seus requisitos pode trazer os seguintes benefícios:

a) capacidade de fornecer consistentemente a segurança de alimentos, produtos e serviços que atendam ao cliente e aos requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis;

b) a abordagem de riscos associados com seus objetivos;

c) a capacidade de demonstrar conformidade com requisitos especificados de SGSA.

E diferente da ISO 9001, podemos notar que esta norma é um pouco mais específica, para o segmento de segurança de alimentos (lembre-se que segurança de alimentos e segurança alimentar são termos distintos). 

Mas, quer dizer que esta norma é específica só para quem produz alimentos? Não, esta norma é muito mais abrangente que isso. Portanto, ela engloba todos os atores da cadeia produtiva, desde a produção da matéria prima dos alimentos até sua distribuição ao consumidor final, ou seja, pode englobar:

  • Produtores de matérias primas para o alimento final (seja para humanos ou animais);
  • Indústrias de fabricação de alimentos;
  • Distribuidoras (atacado e varejo);
  • Prestadoras de serviços de alimentação;
  • Transportadoras de produtos alimentícios;
  • Fornecedores para serviços de limpeza.

Porém, por mais que seu segmento seja específico, ainda temos os mesmos benefícios de ter consistência nas entregas, abordagem de riscos e demonstração de conformidade do seu sistema de gestão.

A mesma estrutura, mas com ênfase diferente

Se compararmos a própria estrutura macro de requisitos de cada uma, podemos notar que são idênticas:

Inclusive, as duas possuem princípios de gestão em comum:

  • foco no cliente;
  • liderança;
  • engajamento das pessoas;
  • abordagem de processo;
  • melhoria;
  • tomada de decisão baseada em evidência;
  • gestão de relacionamento.

Mas também possuem suas diferenças! Se nos aprofundarmos no requisito 8 Operação, por exemplo, notamos que a ISO 9001 é muito mais abrangente enquanto a ISO 22000 é bem mais específica sobre a segurança de alimentos. Lembrando que essa estrutura é característica em normas ISO mais novas por conta do Anexo SL.

Desta forma, tratando por exemplo, sobre Programa de pré-requisitos (PPR), Plano de controle de perigos (planos APPCC/PPRO) e outros. Se você quiser, pode acessar o próprio site da ISO para visualizar os requisitos (disponíveis nos idiomas Inglês, Francês, Russo e Espanhol) de cada uma e comparar a diferença entre elas; da ISO 9001:2015 e da ISO 22000:2018.

E além dos princípios em comum citados acima, a ISO 22000 também complementa com:

  • comunicação interativa;
  • sistema de gestão; 
  • programa de pré-requisitos;
  • princípios de análise dos perigos e pontos críticos de controle (APPCC).

Será que a ISO 22000 pode substituir a ISO 9001, então?

De maneira nenhuma! Por mais semelhantes que estas normas sejam, uma não exclui a outra. Podemos dizer que elas são complementares e que juntas podem entregar muito mais valor ao seu negócio. 

Quando trabalhamos de uma maneira única, conhecemos essa junção de normas como Sistemas de Gestão Integrados. Desta forma, há a integração dos requisitos de uma norma com a outra, e neste caso da 9001 e 22000, essa integração é capaz de abordar:

  • garantia da segurança de alimentos;
  • qualidade dos seus produtos e serviços;
  • satisfação dos seus clientes.

Então além de todos os benefícios de uma, também é somado todos os benefícios da outra!

É muito comum encontrarmos organizações que adotam esse modelo de gestão, integrando por exemplo ISO 9001 e ISO 14001; ISO 9001 e ISO 27001; ISO 9001 e ISO 17015 e por aí vai, uma infinidade de combinações. 

Então cabe uma decisão estratégica do seu negócio adotar um SGI, ou seja, se quer aproveitar das boas práticas de 2 ou mais normas para fortalecer seu sistema de gestão. A reflexão é se essas boas práticas ajudam sua empresa a alcançar seus objetivos de curto, médio e longo prazo!

whatsapp

Receba as melhores notícias do dia por WhatsApp.

Clique aqui e confira nossos grupos!