Blog da Qualidade

Produtividade Corporativa: como alcançá-la através do uso inteligente da informação?

Receba Nossa News

Os conteúdos mais legais sobre qualidade, semanalmente em seu e-mail

    Todos os dados inseridos aqui, estão resguardados pela Política de Privacidade da ForLogic, totalmente adequada a LGPD e ISO 27001 (Segurança da Informação).

    patricia

    patricia

    Website | + posts

    Empreendedora, Graduada em Gestão Hoteleira e Turismo pelo CEFET-GO, Coach Pessoal, Profissional e Líder Coach certificada pela Sociedade Brasileira de Coaching com titulação internacional pelo Behavioral Coaching Institute, Consultora em Gestão do Conhecimento e Educação Corporativa e Colunista. Especialista em direcionar o conhecimento para o alcance de resultados de profissionais e empresas fundou em 2012 e preside em Goiânia a CKO Brasil, empresa onde realiza trabalhos de Coaching para desenvolvimento pessoal e profissional, Implantação de Gestão do Conhecimento e Educação Corporativa para desenvolvimento corporativo, além de oferecer Treinamentos, Workshops e Palestras no segmento em que atua.

    A produtividade sempre foi um assunto muito discutido por gestores dentro das organizações, uma vez que está relacionada diretamente com a quantidade de trabalhadores em função ao seu desempenho e entrega dos seus serviços e produtos, considerando o tempo e qualidade com que são realizados. Pensando em qualidade, enquanto fator “nobre” da produtividade, nem todas as empresas a incluem nos seus serviços como regra principal. Algumas empresas, por exemplo, consideram apenas o tempo e a quantidade de produtos entregues e ao ignorar a qualidade da entrega, costumam “andar” em círculo ou criar outra forma de produtividade para corrigir os possíveis “erros” diários. Essa é uma forma muito comum das empresas que optam por sistemas informatizados ou manualizados, daqueles que o funcionário deve marcar quando entra e quando sai do seu posto de trabalho ou simplesmente e talvez a mais antiga das formas, a supervisão direta de uma pessoa, controlando a entrada e saída do seu colaborador, quanto tempo usa para ir ao banheiro ou tomar um café; quantidade de entrega por dia; quantas vezes fez a mesma pergunta ao colega ao lado – modelo esse muito utilizado na revolução industrial, ainda no ano de 1970. Um relatório recente do McKinsey Global Institute (MGI) revelou que a jornada de trabalho do empregado média fica assim:
    • 28% lendo e respondendo e-mails;
    • 19% de pesquisa e coleta de informação interna;
    • 14% de comunicação e colaboração intraorganizacional;
    • 39% para a realização de tarefas específicas às funções.
    Mas como aumentar a produtividade dentro das organizações no século XXI, Era da Informação e Conexões? Ainda segundo a descoberta da MGI, “o uso de tecnologias sociais, como ferramentas de gestão do conhecimento, pode elevar os níveis de produtividade de 20 a 25 por cento”, tendo como principais maneiras:
    • Transformação de mensagens em conteúdo;
    • Produção de registros pesquisáveis de conhecimento;
    • Facilidade da colaboração de forma mais rápida e mais efetiva.
    No entanto para alcança-las é necessário criar uma cultura organizacional voltada para a Gestão do Conhecimento (GC), afinal, nenhuma ferramenta por si só é capaz de trabalhar e apresentar resultados sem processos, pessoas, colaboração, educação e aprendizagem corporativa, elementos tão indispensáveis para que a GC funcione de forma adequada. Esse é um investimento que poupa tempo, dinheiro, desgastes físicos e conflitos, além de aumentar a satisfação de colaboradores e clientes.

    Sobre o autor (a)

    6 comentários em “Produtividade Corporativa: como alcançá-la através do uso inteligente da informação?”

    1. Olá Patricia ótimo post!
      Hoje a tecnologia esta facilitando muito os trabalhos nas empresas, mas é necessário que os colaboradores façam uso consciente dessas tecnologias e os gestores, por sua vez, devem sempre procurar facilitar ao máximo essa gestão voltada para o conhecimento.
      O grande Seiti Arata tem um curso que foca justamente nisso, é ótimo e todos deveriam ter a oportunidade de conhecer. Fica a dica para os interessados PRODUTIVIDADE NINJA.
      Abraço
      Anderson!

    2. Pingback: Calculando a Produtividade - Blog da Qualidade

    3. Pingback: Os Benefícios da Tecnologia para a Gestão do Conhecimento - Blog da Qualidade

    4. Pingback: Mais Qualidade por um país mais Produtivo! - Blog da Qualidade

    5. Pingback: Você conhece seus indicadores de esforço? - Blog da Qualidade

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Blog da Qualidade

    Artigos relacionados

    Planos 500x800

    Já elaborou um super PLANO DE AÇÃO que não foi executado a tempo?

    O Qualiex pode te AJUDAR!