Os processos da qualidade funcionam na sua empresa?

imagem de uma colaboradora mexendo no computador com a tela do qualiex aberta. Essa imagem representa o artigo da monise carla sobre processos da qualidade.

Para falar sobre os processos da qualidade, me lembrei de alguém que eu sou muito fã: Philip Crosby, um dos gurus da Qualidade. Mas da última vez em que li mais um livro dele, me deparei com a seguinte frase:

Os problemas estão em todos lugares onde se pensa que as coisas estão em ordem, já que estão funcionando.

E aqui eu parei para refletir: nem sempre, o que está funcionando está em ordem.

Bom, vamos entender um pouco mais sobre isso.

As coisas estão funcionando por aí?

Provavelmente, na sua empresa, tudo funciona. Talvez não da melhor maneira, mas se está aí viva, é porque funciona.

Não há nada de errado em querer algo funcionando. Muitos diretores, gestores e profissionais querem as coisas funcionando. Às vezes a qualquer custo. E aí que precisamos conversar.

Muitas vezes, os requisitos e responsabilidades não estão claras. O Plan Do Check Act é trocado pelo “Promete Depois Corre Atrás”, e isso até garante que as coisas funcionem, mas a um custo inestimável.

Vamos imaginar que uma empresa acostuma a jogar uma ideia de um novo produto, por exemplo, na cabeceira do rio. À medida que ele desce, cada área faz a sua parte. Logo o produto está pronto para ser posto à venda.

Veja bem, o produto não tem um dono! Ninguém é responsável por ele: veio lá de cima, fizemos aqui e agora entregamos. Se o produto causar problemas, ninguém irá abraçar isso. Até porque, ao mesmo tempo que todos são responsáveis, ninguém é. E não é uma discussão sobre culpados, mas sobre responsabilidade! De fazer dar certo.

Quando as coisas começam a retornar com problemas, a empresa aprende a se ajustar a situação. Torna-se perita, muito hábil em fazer expedientes para fazer as coisas “darem certo”. Desta forma, em breve, metade da operação não fará outra coisa senão ajustar o que manda a outra metade. O maior problema é o custo que isso gera.

As coisas estão funcionando por aí?

O que é estar em ordem (e funcionando)?

Crosby é um defensor da filosofia Zero Defeitos, portanto, ele acreditava muito que a melhor maneira de evitar desperdícios e aumentar lucros de uma organização é “fazer certo da primeira vez”. 

Estar em ordem é entregar produtos e serviços sem desperdícios. Ou, nas palavras de Crosby, livre de defeitos. De maneira efetiva. Aqui, o que está em ordem também funciona! Funciona melhor, mais rápido e entregando mais resultado.

O resultado a qualquer custo pode gerar prejuízo. A busca é pelo resultado sustentável, que coloca a empresa no fluxo de crescimento e melhoria contínua.

Quando algo está em ordem, não precisamos de heróis fazendo horas extras para resolver problemas, ou pessoas se desdobrando para fazer uma entrega em tempo record.

Ou seja, uma entrega em ordem significa que:

  • Foi feita corretamente da primeira vez
  • Não gerou retrabalhos ou esforços extras
  • Entregou o resultado proposto (ou até melhor, em alguns casos).

Consegue lembrar da última vez que suas entregas estavam em ordem?

Os processos da qualidade da sua empresa estão funcionando?

Possivelmente você vai me dizer que sim. Trouxe você até aqui, não é? A pergunta que eu faço é: a que custo? 

Qual a quantidade de trabalho manual é feita? Quanto tempo você tem desperdiçado no processo de cobranças de não conformidades, fluxos de revisão de documentos, montagem de gráficos para apresentações de resultado, enfim. Ninguém mensura ou sabe o quanto isso custa para organização.

Eu tenho certeza que, de forma ou de outra, você tem entregado essas coisas aí. 

Mas isso me lembra muito um texto do Eduardo Melo que gosto muito: “A importância do gestor da qualidade para a evolução da empresa!”. Eu sugiro a leitura, mas em resumo o Eduardo fala sobre os profissionais que se tornam heróis na organização, resolvendo, improvisando e garantindo que tudo esteja “funcionando”.

Você tem sido essa pessoa na sua empresa?

Gestão da Qualidade em ordem e funcionando

Temos várias formas de lidar com essa questão. Crosby mesmo diz que é necessário um programa vigoroso de treinamento e conscientização na organização para deixá-la “em ordem”. Mas você só conseguirá começar essa transformação na sua organização se investir tempo e se dedicar a esse projeto. Para isso, precisa colocar as coisas em ordem na Qualidade.

O Qualiex é o software que auxilia em eliminar trabalhos manuais e burocráticos da qualidade. Por ser um software fácil de usar, vai ajudar a democratizar os processos da qualidade que apenas o herói executa, para que todos da organização possam atuar.

Garantindo a segurança da informação e confiabilidade dos dados. Isso ajuda na tomada de decisão com base em informações reais para gerar resultados sustentáveis.

Eu posso garantir que investir no Qualiex é muito mais barato que trabalhar para fazer as coisas “funcionarem”.

É claro que essa não é a única forma. Trabalhar para ter as coisas em ordem e funcionando é mais sobre cultura! A gente só investe energia em retrabalhos e desperdícios por que aceitamos. É o que a empresa entende como “normal”. Afinal, é comum que tenhamos algum desperdício, erros, falhas… Alguém tem que passar o dia todo alimentando planilhas, conferindo o trabalho e pegando a informação manualmente.

De qualquer forma, podemos começar por um caminho que muitas empresas já iniciaram. Agende uma conversa com nossos especialistas para entender como o Qualiex pode ajudar nos processos da qualidade da sua empresa estarem em ordem e funcionando. É só colocar seus dados no formulário abaixo e em breve entramos em contato com você.

whatsapp

Receba as melhores notícias do dia por WhatsApp.

Clique aqui e confira nossos grupos!

Written by

Monise Carla Bueno

Auditora Líder ISO 9001:2015, ISO 22000:2018 e ISO 31000:2016. Redatora do Blog da Qualidade e Especialista de Comunicação no Qualiex! Eu ajudo profissionais a resolverem problemas de qualidade por meio de tecnologia e acredito que esse é o primeiro passo para uma vida de Excelência. Gosto de rock, desenho animado e vejo qualidade e excelência em tudo isso. Não me leve tão a sério no Twitter, mas se preferir, você também pode me encontrar no Facebook e Linkedin.